Dourados – MS sexta, 07 de maio de 2021
Dourados
22º max
11º min
Saúde

Novo modelo explica tremores que antecedem erupções vulcânicas

24 Fev 2011 - 22h45
Vulcão Pinatubo, nas Filipinas
 - Crédito: Foto: U.S. Geological SurveyVulcão Pinatubo, nas Filipinas - Crédito: Foto: U.S. Geological Survey
Todos os vulcões produzem tremores em frequências semelhantes nos minutos, dias ou semanas que antecedem a erupção. Essa frequência não varia em função do tamanho, do formato nem da localização geográfica do vulcão. A “Nature” desta quinta-feira traz um modelo que explica este fenômeno – e pode ajudar a prever erupções mortais.

Entre as semanas e os minutos antes da erupção, os tremores ficam numa frequência estreita, entre 0,5 e 2 hertz, em praticamente todos os vulcões. Logo antes da erupção e durante a mesma, a frequência atinge níveis maiores e varia entre 0,5 e 7 hertz. A semelhança entre os tremores em diferentes vulcões é difícil de explicar devido às variáveis, tais como estrutura física, composição do magma e quantidade de gás.

“O fato de que isso é tão universal é muito estranho porque os vulcões são muito diferentes em tamanho e característica. É como tocar cinco instrumentos musicais de sopro e obter o mesmo som de todos eles”, compara David Bertovici, professor do Departamento de Geologia e Geofísica da Universidade de Yale, nos EUA, um dos autores da pesquisa.

O modelo matemático descrito por ele e por seu colega Mark Jellinek, da Universidade da Colúmbia Britânica, do Canadá, sugere um “sacolejo de magma” para explicar a semelhança. Este fenômeno é o estridor que resulta da interação entre o magma subindo e a camada espumosa de gás que o cerca. Os fatores que determinam essa interação variam pouco de vulcão para vulcão, o que torna a explicação plausível.

“Este modelo nos dará um sistema bastante necessário para compreender a física dos tremores, o que só pode ajudar na previsão de erupções destruidoras”, acredita Bertovici.

(G1)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com falta de médicos, saúde em Dourados pode entrar em colapso em poucos dias, afirma vereadora Liandra
Dourados

Com falta de médicos, saúde em Dourados pode entrar em colapso em poucos dias, afirma vereadora Liandra

06/05/2021 17:26
Com falta de médicos, saúde em Dourados pode entrar em colapso em poucos dias, afirma vereadora Liandra
Mais 55,5 mil doses da Astrazeneca chegam a MS
Vacinação

Mais 55,5 mil doses da Astrazeneca chegam a MS

06/05/2021 15:47
Mais 55,5 mil doses da Astrazeneca chegam a MS
Saúde

Vacina para grupos prioritários é ampliada em Dourados

06/05/2021 13:00
Saúde

Saiba como o aumento de casos de Covid-19 na Índia pode impactar o mundo inteiro

05/05/2021 17:00
Sábado tem "Dia D" de vacinação contra a Influenza em Dourados
Dourados

Sábado tem "Dia D" de vacinação contra a Influenza em Dourados

05/05/2021 15:04
Sábado tem "Dia D" de vacinação contra a Influenza em Dourados
Últimas Notícias