Dourados – MS sábado, 04 de julho de 2020
Dourados
26º max
11º min
Policia

Ex-deputado volta para a prisão em Campo Grande

13 Nov 2015 - 09h49
Em viatura do Denar, empresário João Amorim chega para depor. - Crédito: Foto: GERSON WALBER/CGNEWSEm viatura do Denar, empresário João Amorim chega para depor. - Crédito: Foto: GERSON WALBER/CGNEWS
O desembargador Dorival Moreira dos Santos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), revogou, na noite de anteontem, os habeas corpus concedidos por seu colega Marcos José de Brito Rodrigues, ao ex-deputado federal Edson Giroto e à ex-presidente da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Maria Vilma Casanova Rosa que, ao lado de sete outros acusados, foram presos na manhã de terça-feira a pedido do Ministério Público do Estado (MPMS), sob a acusação de desvio de recursos públicos em obras contratadas pelo governo estadual.

Dorival dos Santos revogou os habeas corpus por volta de 21h de anteontem e, antes que fossem cumpridos pela Polícia Judiciária (Civil), Giroto e Maria Wilma se apresentaram espontaneamente, por volta de 5h30 da madrugada de ontem, à delegacia do Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros (Garras), para não serem flagrados pela imprensa da Capital que acompanha o caso.

Além da acusação de desvio de R$ 2,9 milhões de obras que deixaram de ser realizadas na rodovia MS-228, que corta o Pantanal no município de Corumbá, de um total contratado de R$ 5.014.900,80, pagos pelo governo estadual, os nove detidos são acusados, também, de não executar obras na MS-171, na mesma região, no município de Aquiduana, onde a empreiteira Proteco recebeu R$ 4.541.457,94, mas só concluiu serviços que custaram R$ 1.877.473,38, totalizando como pagamento indevido R$ 2.663.984,56 e, ainda, na MS-184, onde os pagamentos indevidos chegaram a R$ 6.271.899,22, conforme planilha do Governo do Estado.

De acordo com as planilhas levantadas de obras não executadas nessas rodovias, o total pago indevidamente chega a R$ 11.898.019,78, que são alvos de investigações da força tarefa criada pelo MPMS para apurar desvio de recursos públicos, depois que empresários e políticos foram flagrados na Operação Lama Asfáltica, desencadeada pela Polícia Federal e que levou a esses desdobramentos.

Depoimentos

Ontem à tarde, foram ouvidos pela força tarefa do MPMS o empresário João Krampe Amorim dos Santos, o proprietário da Proteco, empresa vencedora das licitações para as obras da MS-228 e o ex-deputado estadual, ex-prefeito de Paranaíba e engenheiro Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano.

Na quarta-feira foram ouvidos pelo MPMS, a secretária e sócia da Proteco, Elza Cristina Araújo dos Santos Amaral, que está cumprindo prisão provisória domiciliar e o diretor da empresa, Rômulo Tadeu Menossi. Na terça-feira (10) foram ouvidos os engenheiros Maxwell Thomé Gomez e Átila Garcia Tiago de Souza, que são chefes das unidades regionais da Agesul e que cumprem prisões temporárias.

Devem prestar depoimentos hoje o ex-deputado federal Edson Giroto; a ex-presidente da Agesul, Maria Wilma e Wilson Cabral Tavares. As prisões temporárias de todos os acusados vencem na segunda-feira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em menos de 24h, PRF recupera três veículos em Corumbá
roubo de veículos

Em menos de 24h, PRF recupera três veículos em Corumbá

04/07/2020 19:00
Em menos de 24h, PRF recupera três veículos em Corumbá
PRF apreende mais 400 mil maços de cigarros em Rio Brilhante
Contrabandando

PRF apreende mais 400 mil maços de cigarros em Rio Brilhante

04/07/2020 17:00
PRF apreende mais 400 mil maços de cigarros em Rio Brilhante
Funcionário é suspeito na morte de secretário municipal
DOURADOS

Funcionário é suspeito na morte de secretário municipal

04/07/2020 15:02
Funcionário é suspeito na morte de secretário municipal
Secretário municipal é assassinado em Dourados
POLÍCIA

Secretário municipal é assassinado em Dourados

04/07/2020 14:35
Secretário municipal é assassinado em Dourados
PRF apreende 579 Kg de maconha em caminhonete em Ponta Porã
Drogas

PRF apreende 579 Kg de maconha em caminhonete em Ponta Porã

04/07/2020 14:00
PRF apreende 579 Kg de maconha em caminhonete em Ponta Porã
Últimas Notícias