Dourados – MS domingo, 27 de setembro de 2020
Dourados
36º max
24º min
Vandalismo

Casa de advogada é alvejada em Pedro Juan Caballero

30 Jun 2016 - 17h00Por Do Progresso
Dois homens em um motocicleta se aproximaram do local e disparam vários tiros em direção ao imóvel. - Crédito: Foto: Ponta Porã InformaDois homens em um motocicleta se aproximaram do local e disparam vários tiros em direção ao imóvel. - Crédito: Foto: Ponta Porã Informa
A casa de uma advogada que funciona também como escritório de advocacia foi alvo de atentado na noite de quarta-feira em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com o Brasil através de Ponta Porã.


De acordo com o Amambay 570, a residência, que fica na rua Blas Garay esquina com a 15 de Agosto, no bairro Viver de Caacupe, pertence a advogada Zula Ojeda Riquelme e os tiros foram de pistola 9 milímetros.
Ainda de acordo com o jornal, dois homens em um motocicleta se aproximaram do local e disparam vários tiros em direção ao imóvel.


Em entrevista ao site paraguaio, a advogada afirmou que não tem problemas com ninguém e que não recebeu nenhuma ameaça.

Exército


O Senado do Paraguai discutiu ontem a proposta do senador liberal Fernando Silva Faceti, de intervenção militar no Departamento de Amambay para conter a guerra entre criminosos, intensificada com a execução do chefe do narcotráfico na região, Jorge Rafaat Toumani, no dia 15 de junho.


A proposta para declarar estado de exceção em Amambay, cuja capital é Pedro Juan Caballero, onde Rafaat foi morto a tiros de metralhadora antiaérea calibre 50, recebeu parecer contrário da Comissão dos Assuntos Constitucionais do Senado da República do Paraguai.


Mesmo sem apoio da comissão, o projeto está na pauta da sessão desta quinta-feira, mas boa parte dos senadores do país vizinho já manifestou opinião contrária à militarização, uma vez que já existe uma lei de 2013, permitindo a defensa nacional e segurança pública na região.


De acordo com o jornal Última Hora, o projeto de Fernando Silva Faceti permite ao Executivo decidir sobre o uso das Forças Armadas para combater o crime organizado e prevê o estado de emergência por um período de 60 dias.


O senador e ex-presidente paraguaio Fernando Lugo, que preside a Comissão dos Assuntos Constitucionais, disse que a lei sancionada em agosto de 2013 já amplia as funções das Forças Armadas em Amambay e em outros dois estados paraguaios – Concepción , que também fica na fronteira com Mato Grosso do Sul, e San Pedro, onde atua o grupo terrorista EPP (Exército do Povo Paraguaio).


"A comissão não viu como prudente a declaração de estado de emergência em Amambay", afirmou Lugo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista foge e abandona carreta com mais de 40 mil pacotes de cigarros contrabandeados
Dourados

Motorista foge e abandona carreta com mais de 40 mil pacotes de cigarros contrabandeados

26/09/2020 09:35
Motorista foge e abandona carreta com mais de 40 mil pacotes de cigarros contrabandeados
Jovem foi baleado na manhã deste sábado (26), em Dourados
Polícia

Jovem foi baleado na manhã deste sábado (26), em Dourados

26/09/2020 08:45
Jovem foi baleado na manhã deste sábado (26), em Dourados
Homem morre após colisão frontal entre caminhonete e moto
Acidente

Homem morre após colisão frontal entre caminhonete e moto

26/09/2020 08:01
Homem morre após colisão frontal entre caminhonete e moto
Capital

Mulher estranha irmão não ter tomado café da manhã e o encontra morto na cama

25/09/2020 17:34
Bandido que ajudou a cavar túnel de 70 metros para roubar banco em MS é ex-PM e foi preso em bairro de SP
MS

Bandido que ajudou a cavar túnel de 70 metros para roubar banco em MS é ex-PM e foi preso em bairro de SP

25/09/2020 17:02
Bandido que ajudou a cavar túnel de 70 metros para roubar banco em MS é ex-PM e foi preso em bairro de SP
Últimas Notícias