Dourados – MS terça, 22 de setembro de 2020
Dourados
27º max
14º min
Medicamentos

Lote de remédios vencidos é jogado em área ambiental

03 Jun 2016 - 06h00
Medicamentos com data de validade vencidos estavam espalhados à beira de um córrego. - Crédito: Foto: DivulgaçãoMedicamentos com data de validade vencidos estavam espalhados à beira de um córrego. - Crédito: Foto: Divulgação
Um lote de medicamentos vencidos foi descartado irregularmente e de maneira criminosa no Parque do Lago, justamente numa Área de Preservação Permanente, à beira de córrego. A maior preocupação é que parte dos medicamentos foi levado por moradores das imediações.


Muitos são remédios controlados que só podem ser vendidos com receita médica.


O Instituto do Meio Ambiente (Imam) suspeita que os medicamentos pertençam a algum distribuidor. "Existe a suspeita porque o fiscal que esteve no local constatou que os medicamentos são de laboratórios diferentes", disse o advogado Upiran Jorge Gonçalves, diretor do Imam.


São medicamentos vencidos com as mais diferentes indicações, desde xarope para gripe até remédios controlados, os chamados tarja preta para depressão e outros distúrbios psicológicos.


Os remédios foram jogados em sacos plásticos às margens de um córrego no perímetro urbano, mas não demorou muito para pessoas ainda não identificados revirarem o lixo e levarem para casa o risco da automedicação. Assim que a denúncia chegou até o Imam, o órgão mandou recolher imediatamente os medicamentos que ainda estavam no local, algo em torno de 90 caixas.


Em Dourados existe uma empresa terceirizada que fica responsável exclusivamente em recolher este tipo de material e dar destinação correta aos lotes.


O diretor do Imam também lembra que os medicamentos vencidos podem ser entregues na unidade de saúde mais próxima ou no próprio Instituto que funciona próximo ao terminal rodoviário.


Já a orientação para as pessoas que levaram estes medicamentos para casa é de que façam a entrega voluntária imediatamente aos órgãos públicos sem que sofram alguma sanção por isso. "Existem alguns que só podem ser consumidos sob prescrição médica; neste caso o risco é maior ainda porque, além de não ter receita, estão vencidos".


Especialistas alertam que os anti-inflamatórios, como o diclofenaco, aumentam o risco de morte vascular, além de elevar a pressão arterial e irritar o estômago.


Outro tipo de remédio que é comumente vendido sem receita médica são os antibióticos. Os diuréticos também são usados de forma indiscriminada, por muitos pacientes, e podem causar desidratação ou até insuficiência renal.

Deixe seu Comentário