Dourados – MS segunda, 30 de novembro de 2020
Dourados
37º max
25º min
Imaculada-Desk
Imaculada-Mobile
Dia-a-Dia

General japonês diz que Sisfron é referência internacional

26 Fev 2016 - 06h00
General Kiyofumi Iwata, afirmou que o Sisfron será utilizado como exemplo na elaboração de programa semelhante no seu país. - Crédito: Foto: Hedio FazanGeneral Kiyofumi Iwata, afirmou que o Sisfron será utilizado como exemplo na elaboração de programa semelhante no seu país. - Crédito: Foto: Hedio Fazan
O chefe do Estado Maior das Forças Terrestres de Autodefesa do Japão, general Kiyofumi Iwata, acompanhado de mais doze oficiais, afirmou ontem em Dourados, que o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira (Sisfron) será utilizado como exemplo na elaboração de programa semelhante no seu país. Durante visita ao Centro de Operações da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, o general disse que “o Sisfron é um programa de referência internacional e que pode sim ser utilizado pelo exército japonês”.


Depois de ouvir explicações mais detalhadas sobre o Sisfron que foram feitas por militares brasileiros e pelo comandante da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, general Rui Mastuda e pelo professor Henrique Sartori, da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Kiyofumi disse estar “muito impressionado com não só com a tecnologia utilizada na operacionalização do sistema e também do empenho do exército brasileiro, mas principalmente com o envolvimento de outros setores da sociedade, como as universidades, órgãos públicos, empresários e outros representantes da comunidade.” Saio daqui com a certeza de valeu a pena ter vindo conhecer de perto toda essa infraestrutura de defesa, coordenada pelo exército brasileiro para monitoramento das fronteiras”.


O comandante da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, general Rui Mastuda, ressaltou o papel do exército, que está à frente desse trabalho, mas também destacou o envolvimento das entidades representativas da sociedade civil. “É uma conjunto operacionalizado pela 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, mas que conta com o envolvimento integral das universidades e outras instituições”, disse. O general Matsuda fez uma avaliação positiva do Sisfron e da repercussão que ele vem alcançando no Brasil e em territórios internacionais.


“No ano passado recebemos a visita de representantes do Estados Unidos e de adidos estrangeiros. No dia 12 de fevereiro deste ano, acompanhados do Ministro da Defesa Aldo Rebelo estiveram aqui, representantes de 17 países da liga Árabe. “Tudo isso aumenta a nossa responsabilidade diante de um projeto dessa grandeza e que está sendo utilizado como exemplo para outros nações”, afirmou o general, lembrando que já está programada (com data a ser confirmada), a visita do Ministro da Defesa da Argentina.


Segundo o 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, apesar do pouco tempo de existência – uma vez que o sistema foi ativado oficialmente em 2014- o Sisfron tem se mostrado eficaz ao mesmo tempo completamente integrado ao cotidiano da comunidade. “Aqui nós temos a oportunidade de aliar as práticas operacionais militares com os avanços das pesquisas desenvolvidas no campo da ciência e da tecnologia”, comentou.

Deixe seu Comentário