Dourados – MS terça, 11 de agosto de 2020
Dourados
34º max
19º min
Segurança e Saúde JBS
Ocupações

Decisão protege fazendas de deputada em MS contra Sem Terra

13 Abr 2016 - 18h36
Foto: Ilustração - Foto: Ilustração -
Uma decisão da Justiça de Terenos, concedeu proteção às terras da deputada federal Tereza Cristina (PSB). De acordo com o Midiamax, o documento assinado pelo juiz Valter Tadeu Carvalho proíbe que integrantes do movimento MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) ocupem terras da deputada às margens da BR 262, na região de Terenos. A multa diária caso a decisão seja descumprida é de R$ 10 mil.

O pedido de liminar foi feito pois, segundo petição, Tereza se sente ameaçada, já que é relatora da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que tem por finalidade investigar denúncias sobre supostas irregularidades cometidas pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). Fato que segundo a petição, tem gerado "enorme satisfação por parte de movimentos sociais, notadamente o MST".

Para sua decisão, o juiz levou em conta acampamento montado por integrantes do MST, na localidade onde estão as fazendas Santa Cristina e Santa Eliza. Segundo a deputada, existe intenção de ocupação, já que barracas foram montadas na região no último fim de semana, logo após convocação do líder da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura) para depor na CPI da Câmara. A fazenda de Tereza Cristina têm pouco mais de 2 mil hectares e no momento, tem uma plantação de milho

Deixe seu Comentário