Dourados – MS sexta, 10 de julho de 2020
Dourados
26º max
10º min
Dia-a-Dia

Conselho apresenta diagnóstico da juventude

04 Mar 2011 - 09h34

DOURADOS – O Conselho Municipal da Juventude de Dourados apresentou quarta-feira, na Associação Comercial e Empresarial (Aced), o diagnóstico social e econômico dos jovens douradenses, que hoje somam cerca de 50 mil com idades entre 15 a 29 anos.

A concentração populacional de jovens comprova a necessidade da criação de políticas públicas para o segmento, principalmente a criação da Secretaria Municipal de Juventude. A informação é do presidente do Conselho, Gleiber Nascimento. Ele apresentou o diagnóstico ao presidente da Aced, Antônio Freire, e demais diretores da entidade.


“Esse é um momento histórico, pois manifesta a preocupação e interesse de todos os segmentos da sociedade douradense em colaborar com a juventude. Ao ler jornais impressos ou on-line, encontramos notícias com a palavra jovem associada a criminalidade e drogas. Temos que mudar isso”, disse Gleiber Nascimento. “A juventude é responsabilidade de todos”, argumentou.

Ele propôs à Aced estabelecer uma parceria para articular cursos de capacitação profissional, programas de inclusão no mercado de trabalho e também para o fomento ao empreendedorismo juvenil.
O presidente da Aced Antonio Freire colocou a entidade à disposição do conselho e destacou a importância das ações que o mesmo vem desenvolvendo em prol da juventude douradense.

#####Nova Gestão

Gleiber Nascimento destacou o momento político atual: “Dourados passa por um momento de renovação política, temos uma nova gestão que através da Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio está empenhada num projeto de desenvolvimento econômico da cidade de Dourados e isso é muito importante, oportuno para pensarmos na contribuição que a juventude pode oferecer”.

Segundo Gleiber, o ano de 2010 foi marcado pela maior população jovem brasileira: 51 milhões. Nas próximas três décadas o país viverá o chamado bônus demográfico, período que haverá uma população economicamente ativa maior do que a dependente, que atingirá seu pico no ano de 2022.

Deixe seu Comentário