Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Sentença

José Dirceu é condenado a 23 anos de prisão na Lava Jato

18 Mai 2016 - 10h53
O ex-ministro José Dirceu durante depoimento à CPI da Petrobras em 2015 - O ex-ministro José Dirceu durante depoimento à CPI da Petrobras em 2015 -
O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu foi condenado a 23 anos e três meses de prisão em regime fechado pelos crimes de corrupção passiva, pertinência (participação) à organização criminosa e lavagem de dinheiro por seu envolvimento no esquema investigado pela Operação Lava Jato. A sentença do juiz federal Sérgio Moro foi divulgada na manhã desta quarta-feira (18). Foram condenadas ainda outras 14 pessoas, incluindo o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Dirceu, que também já havia sido julgado por seu envolvimento no esquema do mensalão, foi condenado pelo recebimento de propina paga pela empreiteira Engevix e por dissimulação e ocultação de bens provenientes do pagamento de propina. Desde o início do processo, a defesa de Dirceu nega as irregularidades atribuídas a ele.

A sentença trata do pagamento de R$ 56,8 milhões em propinas pela Engevix, integrante do cartel de empresas que, em conluio com políticos, fatiava obras na Petrobras. O montante é referente a 0,5% e 1% de cada contrato e aditivo da empresa em obras da Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas, na refinaria Presidente Bernardes, na refinaria Presidente Getúlio Vargas e na refinaria Landulpho Alves.

De acordo com a sentença, Dirceu recebeu um total de aproximadamente R$ 15 milhões em propinas. "Parte dela (propina), cerca de um terço, no montante de cerca de quinze milhões de reais foi destinada, entre 2007 a 2013, ao grupo político dirigido por José Dirceu de Oliveira e Silva em decorrência do apoio político que ele havia concedido para a indicação e permanência de Renato de Souza Duque no cargo de diretor da Petrobras", disse Moro em sua sentença.

Sérgio Moro chamou de "perturbador" o fato de que José Dirceu praticava crimes como lavagem de dinheiro durante o julgamento do mensalão, no qual também foi condenado.


Sérgio Moro, juiz

Moro diz, contudo, que não acredita que Dirceu seja o "comandante" da organização criminosa investigada pela Operação Lava Jato. "Não reconheço José Dirceu de Oliveira e Silva como o comandante do grupo criminoso, pelo menos considerando-o em toda a sua integralidade (empresários, intermediários, agentes públicos e políticos)", afirmou Moro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga
Insetos

Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga

29/09/2020 07:38
Pesquisadores da UFPR descobrem mais quatro espécies de formiga
Brasil

Governo libera entrada de estrangeiros em todos os aeroportos do país

25/09/2020 12:01
Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
CoronaVac

Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro

22/09/2020 11:35
Rússia registrará segunda vacina contra covid-19 até 15 de outubro
GP de F1 na Alemanha poderá ter a presença de público
Fórmula 1

GP de F1 na Alemanha poderá ter a presença de público

21/09/2020 17:33
GP de F1 na Alemanha poderá ter a presença de público
Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF
Covid-19

Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF

18/09/2020 17:36
Primeira onda da covid-19 deve acabar em outubro, diz estudo da UFF
Últimas Notícias