Dourados – MS sábado, 06 de março de 2021
Dourados
32º max
21º min
Influx
Estadual

Sete segura o Galo, empata em 0 a 0 e decide no Douradão

18 Abr 2016 - 06h00
Lance da partida em Campo Grande que terminou empatada em 0 a 0 pelo jogo de ida das semifinais. - Crédito: Foto: DivulgaçãoLance da partida em Campo Grande que terminou empatada em 0 a 0 pelo jogo de ida das semifinais. - Crédito: Foto: Divulgação
Este foi o quinto jogo da história entre Sete de Setembro de Dourados e Operário de Campo Grande e o primeiro empate. Para o time de Dourados, não poderia ter saído em melhor hora. O resultado em 0 a 0 na partida disputada no Jaques da Luz no jogo de ida das semifinais do Campeonato Sul-Mato-Grossense deu a equipe douradense grande vantagem, já que um empate no Douradão dá a vaga ao Sete.


O time de Dourados esteve em Campo Grande e sofreu grande pressão da equipe da casa no primeiro tempo, mas também enfrentou um campo reduzido e gramado ruim. No entanto, se postou muito bem com a zaga e esteve bem no segundo tempo, mesmo com um jogador a menos por um bom período. Foi do Sete a melhor oportunidade do jogo, quando Fagner, cara a cara com o goleiro França, desperdiçou grande chance.
Ao fim do jogo, jogadores de ambas as equipes comemoraram o fato de jogar a próxima partida no que chamaram de um campo bom, com gramado bom.


O jogador Fábio, do Operário, falou à reportagem da Grande FM que no Douradão, com mais espaço e campo melhor, o Galo vai se recuperar. "Tivemos um jogador a mais durante boa parte do jogo. Não é mau resultado, mas em outro campo, com mais espaço será melhor", disse. O companheiro dele, Diogo, engrossou o coro. "Agora o nível do campo muda. Teremos um melhor gramado", disse.


O zagueiro Bruno, mais uma vez destaque do Sete na zaga, falou sobre a partida e o adversário. "Grande jogo aqui hoje e a equipe que enfrentamos é qualificada. Temos mais noventa minutos para nos classificar", disse.


Eduardo Arroz, sempre crítico e com visão da partida falou sobre a postura do Sete, mas foi o convite ao torcedor que chamou a atenção. "Não fizemos uma grande partida como já tivemos, mas fomos muito bem no geral, diante das circunstâncias. No final, a oportunidade veio e não fizemos. O campo é apertado e o gramado ruim. Semana que vem tem mais e espero que o torcedor douradense compareça, aqueles torcedores que torcem por Dourados, da região, de Itaporã. Vamos prestigiar", disse.


O técnico Chiquinho Lima falou do jogo competitivo. "Tivemos um pouco de desorganização no começo, no primeiro tempo, no encaixe da marcação, mas sofremos uma bola que o Fernando defendeu. No segundo tempo, conseguimos neutralizar os principais jogadores deles e até criamos oportunidade. Poderíamos sair com vitória, tivemos um bom jogo, mas ainda temos que ter humildade e melhorar para o jogo do próximo domingo", disse.


Chiquinho elogiou a postura dos jogadores do Sete. "Jogo importante, porque os jogadores foram aguerridos e competitivos. Estamos a noventa minutos da final. Decisão está aberta", finalizou. O jogo de volta é no próximo domingo às 17h, no estádio Douradão. No Jaques da Luz, estavam presentes 573 pessoas. Em Corumbá, Comercial e Corumbaense também empataram em 0 a 0. O segundo jogo será em Campo Grande, domingo, às 15h.

O jogo


Durante todo o primeiro tempo, o técnico e reservas do Operário pressionavam muito o auxiliar de arbitragem e o árbitro da partida no clima de semifinal.


Em campo, investidas do Operário que eram neutralizadas pela defesa do Sete. No ataque, o time não conseguia segurar a bola e criar jogadas que levassem perigo.


O time de Dourados só chegou no finalzinho da partida e com polêmica. Maranhão correu com a bola e ao cruzar para o centro da área o jogador do Operário Anderson Paulista meteu a mão na bola para interceptar o cruzamento e a arbitragem não marcou nada.


A dificuldade em segurar a bola na frente foi mencionada pelo atacante Fagner na saída para o intervalo. Para o segundo tempo, Chiquinho mexeu no time tirando o atacante Maranhão e colocando Peo.


E a postura do Sete mudou. O segundo tempo tinha o ‘acréscimo’ do cansaço da equipe do Operário.
Foi quando, aos 24 minutos, o goleiro Fernando Hilário tocou a bola fora da área e acabou expulso com a aplicação do segundo cartão amarelo. No primeiro tempo, o guarda-metas havia reclamado e tomado o primeiro cartão.


O Operário ainda teve, aos 31 minutos, um gol anulado. O jogador Kaique estava em impedimento. A partir dos 35 minutos, o time do Operário foi de vez para cima, aproveitando estar com um jogador a mais.
A pressão extra não durou muito e, aos 38 minutos, Luiz Jorge deu um soco em Renato, lateral do Sete, recebeu o cartão vermelho direto e foi expulso.


Então, para fechar as emoções da partida, aos 44 minutos, o atacante Fagner ganhou na corrida do zagueiro operariano e na hora de concluir, o goleiro França acabou defendendo. A melhor oportunidade de gol de todo jogo. Fim de partida 0 a 0.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil inicia luta para manter hegemonia na Libertadores Feminina
Futebol Feminino

Brasil inicia luta para manter hegemonia na Libertadores Feminina

05/03/2021 08:30
Brasil inicia luta para manter hegemonia na Libertadores Feminina
Ministério Público vai recomendar suspensão do futebol no Brasil
Futebol

Ministério Público vai recomendar suspensão do futebol no Brasil

05/03/2021 07:55
Ministério Público vai recomendar suspensão do futebol no Brasil
Japão decide este mês sobre presença de público estrangeiro nos Jogos
Esporte

Japão decide este mês sobre presença de público estrangeiro nos Jogos

03/03/2021 15:00
Japão decide este mês sobre presença de público estrangeiro nos Jogos
Corinthians sofre surto de covid-19 um dia antes de jogo com Palmeiras
Futebol

Corinthians sofre surto de covid-19 um dia antes de jogo com Palmeiras

03/03/2021 08:31
Corinthians sofre surto de covid-19 um dia antes de jogo com Palmeiras
Último brasileiro campeão, Di Grassi prevê edição atípica
Fórmula E

Último brasileiro campeão, Di Grassi prevê edição atípica

02/03/2021 11:07
Último brasileiro campeão, Di Grassi prevê edição atípica
Últimas Notícias