Dourados – MS sábado, 22 de junho de 2024
18º
Meu Detran
Economia

Venda de veículos cai 3,2% no Brasil em janeiro

Nesse período vendas competem com férias escolares, diz Anfavea

06 Fev 2020 - 19h05Por Agência Brasil
Venda de veículos cai 3,2% no Brasil em janeiro - Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasi Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasi

A venda de veículos caiu 3,2% em janeiro deste ano na comparação com janeiro do ano passado, passando de 199,8 mil unidades para 193,5 mil. Na comparação com dezembro, quando foram vendidos 262,6 mil veículos, também houve queda (26,3%). Os dados foram divulgados hoje (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

De acordo com o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, essa queda é normal para o período, no qual as vendas competem com as férias escolares, sendo um momento em que muitos consumidores viajam. "[O resultado] também foi afetado pelo novo sistema de placas, principalmente em São Paulo."

O balanço mensal da Anfavea mostrou ainda que a produção brasileira de veículos também caiu (3,9%), na comparação de janeiro a janeiro. Neste ano foram produzidas 191,4 mil unidades e, em janeiro do ano passado, foram 199,1 mil. Já na comparação com dezembro houve aumento da produção (12,2%). "Algumas fábricas tiveram uma semana de férias coletivas, outras deram duas semanas, o que é normal, mas os números estão em linha com o que estamos imaginando, disse Moraes. 

Segundo a Anfavea, as exportações de veículos montados continuam apresentando queda. Na comparação com janeiro do ano passado, o recuo foi de 20,0%, com 20 mil unidades comercializadas no mercado externo. Em relação a dezembro, quando foram vendidas 29,0 mil unidades, as exportações caíram 30,9%.

"Estamos passando por crise na Argentina, mudou o cenário. Nós temos um novo governo lá que está começando a tomar as medidas. A tendência  é voltar a crescer, mas ainda é muito cedo para dizer quando isso vai acontecer e qual o tamanho desse crescimento", afirmou o presidete da Anfavea.

Moraes lembrou que as exportações são muito importantes para o setor e disse que, por isso, o tema preocupa. A Anfavea prevê queda este ano no setor, com númerosaté piores do que os do ano passado, quando foram exportados 428 mil unidades. A previsão para este ano é de 380 mil. "Precisamos ter mais exportação e precisamos resolver saldo credor de ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços], resíduos tributários, reforma tributária, e se não atacarmos mais rápido esse tema, teremos mais dificuldades. E isso não é só um problema do setor automotivo", afirmou o presidente da Anfavea.

Ele acrescentou que as projeções para 2020 são as de mais de 3 milhões de veículos emplacados, com a produção crescendo 7,3%. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Em 4 anos, rotas de integração vão ligar Brasil à Ásia, prevê Tebet
Economia

Em 4 anos, rotas de integração vão ligar Brasil à Ásia, prevê Tebet

21/06/2024 21:00
Em 4 anos, rotas de integração vão ligar Brasil à Ásia, prevê Tebet
Dólar cai para R$ 5,44, mas fecha semana com alta de 1,09%
Economia

Dólar cai para R$ 5,44, mas fecha semana com alta de 1,09%

21/06/2024 19:50
Dólar cai para R$ 5,44, mas fecha semana com alta de 1,09%
Como fazer o salário dos trabalhadores render mais?
Economia

Como fazer o salário dos trabalhadores render mais?

21/06/2024 16:30
Como fazer o salário dos trabalhadores render mais?
Intenção de consumo das famílias cresce pelo terceiro mês
Economia

Intenção de consumo das famílias cresce pelo terceiro mês

21/06/2024 14:15
Intenção de consumo das famílias cresce pelo terceiro mês
Decreto endurece regras para concessões de distribuidoras de energia
Economia

Decreto endurece regras para concessões de distribuidoras de energia

21/06/2024 13:15
Decreto endurece regras para concessões de distribuidoras de energia
Últimas Notícias