Dourados – MS quinta, 28 de janeiro de 2021
Dourados
29º max
22º min
Influx
Economia

Preço do etanol só deve cair em maio

01 Abr 2011 - 05h01
Preço do etanol só deve cair em maio -
São Paulo – O início da safra de cana-de-açúcar deve contribuir para a queda do preço do etanol nos postos de combustível do país. Segundo usineiros e distribuidores, só a partir de maio, porém, o preço do combustível deve voltar a ser competitivo ante a gasolina.

A redução dos preços deve ocorrer apesar da queda da produção do combustível prevista para a próxima safra. Segundo projeções divulgadas ontem pela União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), o Centro-Sul deve produzir 4,11% menos etanol hidratado nesta safra.

Mesmo assim, serão postos no mercado 17,2 bilhões de litros do combustível. “O etanol vai ser produzido e vai precisar ser vendido. O preço na bomba vai ter que cair para que o consumidor volte a usar o etanol”, explicou o diretor técnico da Unica, Antonio de Pádua Rodrigues.

O presidente da Unica, Marcos Jank, ratificou as previsões de Padua e disse que a queda dos preços deve ocorrer em cerca de 45 dias. “O etanol vai ter que voltar a ser competitivo”, afirmou Jank. “Ele deve voltar a custar menos que 70% da gasolina quando a oferta no mercado for suficiente. Isso deve acontecer em maio.”

O vice-presidente executivo do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindi-com), Alísio Vaz, também prevê etanol mais barato nos postos a partir de maio. Ele disse, porém, que o preço do combustível deve manter-se competitivo por um período mais curto do ano, devido a redução da oferta do produto.

Essa redução preocupa a Unica. Segundo a entidade, que representa as usinas responsáveis por 60% do etanol destilado no país, a produção do combustível compensa cada vez menos para as usinas. Isso porque o álcool compete diretamente com a gasolina, a qual tem seu preço mantido artificialmente baixo pelo governo federal, segundo os usineiros.

Jank disse que, devido a essa situação, as usinas estão investindo mais na produção de açúcar e reduzindo a de álcool. Previsões da Unica apontam, inclusive, o uso cada vez menor do etanol por carros bicombustível, devido a queda na oferta do combustível prevista até 2020.

Para inverter essa tendência, Jank disse que a Unica está negociando com o governo um plano de expansão da cultura da cana no país. Segundo ele, incentivos tributários, linhas de financiamento e outras medidas poderiam estimular os investimentos no setor, que praticamente cessaram após a crise financeira global de 2008. “Estamos conversando sobre um grande plano para isso [redução do uso do etanol] não acontecer”, afirmou Jank. (Agência Brasil – ABr).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto reduz penas para crimes contra relações de consumo
economia

Projeto reduz penas para crimes contra relações de consumo

27/01/2021 17:31
Projeto reduz penas para crimes contra relações de consumo
Dívida pública fecha 2020 acima de R$ 5 trilhões
economia

Dívida pública fecha 2020 acima de R$ 5 trilhões

27/01/2021 15:29
Dívida pública fecha 2020 acima de R$ 5 trilhões
Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020
economia

Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020

27/01/2021 07:54
Mesmo com pandemia, MS bate média recorde com 21 novas empresas abertas por dia em 2020
Alan Guedes anuncia antecipação da 1° parcela dos salários que foram escalonados
Dourados

Alan Guedes anuncia antecipação da 1° parcela dos salários que foram escalonados

26/01/2021 17:11
Alan Guedes anuncia antecipação da 1° parcela dos salários que foram escalonados
Projeto permite saque emergencial do FGTS por trabalhadores do Amapá
economia

Projeto permite saque emergencial do FGTS por trabalhadores do Amapá

26/01/2021 17:04
Projeto permite saque emergencial do FGTS por trabalhadores do Amapá
Últimas Notícias