Dourados – MS quarta, 20 de fevereiro de 2019
Pauta
Vostok

Prejuízo aos cofres estaduais calculado em operação renderia 4 hospitais regionais novos

Obra da unidade de saúde lançada em junho deste ano em Dourados foi orçada em R$ 53 milhões. Prejuízo do esquema, segundo o MPF, é de R$ 209 milhões

12 Set 2018 - 18h05Por Luiz Radai
Maquete do hospital que teve obra lançada em junho deste ano em Dourados - Crédito: DivulgaçãoMaquete do hospital que teve obra lançada em junho deste ano em Dourados - Crédito: Divulgação

O valor do prejuízo aos cofres estaduais apurado no contexto da Operação Vostok, de combate a pagamento de propina em troca de incentivos fiscais praticado em Mato Grosso do Sul, seria suficiente para construir 4 novos hospitais regionais semelhantes ao projeto que foi lançado em junho deste ano em Dourados.

A operação que cumpriu mandados nesta quarta-feira (12) em várias cidades de Mato Grosso do Sul, apurou que as fraudes ao pagamento de impostos rendeu R$ 209 milhões de desfalque aos cofres estaduais entre os anos de 2014 e 2016.

Conforme o informativo da obra lançada em Dourados recentemente, a construção do hospital regional, dividida em etapas, teria gastos de R$ 25,6 milhões em um primeiro momento, e depois de R$ 11 milhões e R$ 11,7 milhões na segunda e terceira etapas, respectivamente. Ao total, com o repasse da União, a obra é orçada em R$ 53 milhões.

Com 7,5 mil metros quadrados de área construída em três blocos, a unidade atenderá pacientes de 34 municípios das regiões da Grande Dourados, Conesul e fronteira, com 210 leitos de enfermarias, unidades de tratamento intensivo (UTI) e de observação, para adultos e crianças.

Ainda conforme a investigação, o esquema rendeu lucro de ao menos R$ 67 milhões aos integrantes do grupo denunciado, que recebia pagamentos de propinas de empresa do ramo frigorífico. A soma foi calculada pela investigação, consta em trecho do pedido de busca e apreensão, prisão e medida cautelar diversa da prisão feito pelo MPF (Ministério Público Federal) ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e foi divulgada pelo site Campo Garnde News.

Vostok

A operação cumpriu 41 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes de Laguna; e Trairão, no Pará. Foram ao todo 220 policiais federais enviados para as ruas, além dos promotores do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul).

O destaque ficou por conta da prisão do deputado estadual e candidato à reeleição, José Roberto Teixeira, além de mandado contra o governador Reinaldo Azambuja, e também candidato à reeleição, que acabou se apresentando na sede da Polícia Federal à tarde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Maior superlua do ano ocorre nesta terça-feira
10% maior

Maior superlua do ano ocorre nesta terça-feira

19/02/2019 16:06
Maior superlua do ano ocorre nesta terça-feira
Dourados tem 55 oportunidades de emprego na semana
Emprego

Dourados tem 55 oportunidades de emprego na semana

18/02/2019 17:06
Dourados tem 55 oportunidades de emprego na semana
Após denúncia, CCZ elimina focos do mosquito causador da dengue na praça
Dourados

Após denúncia, CCZ elimina focos do mosquito causador da dengue na praça

18/02/2019 13:40
Após denúncia, CCZ elimina focos do mosquito causador da dengue na praça
230 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino retornam às aulas nesta segunda-feira
No Estado

230 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino retornam às aulas nesta segunda-feira

18/02/2019 08:11
230 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino retornam às aulas nesta segunda-feira
Mais de 23 mil alunos voltam às aulas nesta segunda-feira em Dourados
Educação

Mais de 23 mil alunos voltam às aulas nesta segunda-feira em Dourados

16/02/2019 10:23
Mais de 23 mil alunos voltam às aulas nesta segunda-feira em Dourados
Últimas Notícias