Dourados – MS sexta, 01 de julho de 2022
Dourados
30º max
15º min
EDucação

Dourados está na lista dos municípios de MS que não pagam o piso salarial dos professores

Conforme ranking da Fetems, a cidade paga o 14º pior salário para o magistério entre 63 municípios do MS

18 Jun 2022 - 10h15Por Redação
Entidades de classe cobram dos prefeitos de MS respeito na carreira e cumprimento da lei do piso para docentes da educação básica - Crédito: Prefeitura de DouradosEntidades de classe cobram dos prefeitos de MS respeito na carreira e cumprimento da lei do piso para docentes da educação básica - Crédito: Prefeitura de Dourados

A Federação dos Trabalhadores em Educação do Mato Grosso do Sul (Fetems) divulgou, neste mês de junho, o ranking salarial dos professores em todo o Estado. Segundo a entidade sindical, o município de Dourados não paga o piso salarial do magistério, que é de R$ 3.845,63 para jornada de até 40 horas, conforme portaria do Governo Federal de fevereiro de 2022.

Segundo o levantamento da federação, Dourados está entre os 17 municípios do MS que não cumprem a Lei Federal 11.738, de 16 de julho de 2008, que instituiu o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Conforme o ranking, a Prefeitura de Dourados paga o 14º pior salário para o magistério entre 63 municípios do Estado. 

“A nossa luta é para que todos os municípios de Mato Grosso do Sul cumpram, na íntegra, a Lei N. 11.738/2008, que criou o Piso Salarial Nacional e teve um reajuste de 33,24% no piso salarial e determina o valor do Piso em R$ 3.845,63, a partir de 1º de janeiro de 2022 e pelo respeito na Carreira e cumprimento de 1/3 de hora-atividade”, divulgou a entidade de classe.

A Fetems informa que, “atualmente, apenas 41 municípios e a Rede Estadual pagam o Piso Nacional e respeitam a Carreira. Com a publicação da relação dos municípios de Mato Grosso do Sul, a Fetems espera que os gestores públicos se conscientizem da importância que possui a valorização dos Profissionais em Educação para os avanços na qualidade da Educação Pública”.

Em março, a rede municipal de ensino de Dourados entrou em greve, que durou 23 dias. Os educadores cobram do governo municipal o reajuste de 33,24% autorizado pelo Ministério da Educação. Uma decisão liminar do Tribunal de Justiça de MS a pedido da prefeitura, acusando greve ilegal, frustrou a categoria, que encerrou a greve sem acordo com a gestão municipal. Mesmo com administração encaminhando projeto de reajuste do funcionalismo municipal, o Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados (Simted) também afirma que Dourados continua descumprindo a lei federal. 

A prefeitura já concedeu 8% de reajuste aos professores de Dourados em abril, mas continuaria abaixo do piso salarial da categoria. Hoje, a tabela salarial da rede municipal apresenta o salário de R$ 1.747,15 por 20 horas de trabalho para início de carreira do profissional do magistério ou R$ R$ 3.494,30 para 40 horas trabalhadas. No entanto, a lei estabelece que o valor a ser pago a partir de janeiro de 2022 seja de R$ 3.845,63 para até 40 horas, isto é, uma defasagem de R$ 351,33 ou mais de 10%.

O Governo Municipal tem se utilizado da justificativa de que paga R$ 2.687,92 para 20 horas ao profissional em início de carreira. Mas essa remuneração é do profissional com graduação em licenciatura, enquanto a Lei nº 11.738/2008 decreta que os R$ 3.845,63 devem ser pagos para o profissional do magistério com formação em nível médio, na modalidade Normal, o que equivale ao cargo N-I da tabela da rede municipal de Dourados, que tem como salário R$ 1.747,15. Conforme a lei, o valor para N-I deveria ser, a partir de janeiro deste ano, de R$ 1.922,81.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 43 milhões
Loterias

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 43 milhões

30/06/2022 21:30
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 43 milhões
Mais de 10 mil garrafas de vinhos com aditivos proibidos no Brasil são destruídas em SC
Fiscalização

Mais de 10 mil garrafas de vinhos com aditivos proibidos no Brasil são destruídas em SC

30/06/2022 18:45
Mais de 10 mil garrafas de vinhos com aditivos proibidos no Brasil são destruídas em SC
Sindicato dos Policiais Rodoviários protesta durante a motociata de Bolsonaro
Manifestação

Sindicato dos Policiais Rodoviários protesta durante a motociata de Bolsonaro

30/06/2022 17:20
Sindicato dos Policiais Rodoviários protesta durante a motociata de Bolsonaro
Bolsonaro participa da inauguração do Residencial Jardim Canguru
Campo Grande

Bolsonaro participa da inauguração do Residencial Jardim Canguru

30/06/2022 17:15
Bolsonaro participa da inauguração do Residencial Jardim Canguru
300 famílias recebem nesta quinta-feira apartamentos do Residencial Jardim Canguru, em Campo Grande
Habitação

300 famílias recebem nesta quinta-feira apartamentos do Residencial Jardim Canguru, em Campo Grande

30/06/2022 12:45
300 famílias recebem nesta quinta-feira apartamentos do Residencial Jardim Canguru, em Campo Grande
Últimas Notícias