Dourados – MS sábado, 19 de junho de 2021
Dourados
18º max
12º min
Campo Grande

MPMS pede rescisão de contratos com Omep e Seleta da Capital

08 Abr 2016 - 06h00
Promotor de Justiça Fernando Zaupa explicou ação de execução de TAC contra Prefeitura da Capital. - Crédito: Foto: Elvio LopesPromotor de Justiça Fernando Zaupa explicou ação de execução de TAC contra Prefeitura da Capital. - Crédito: Foto: Elvio Lopes
O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) ingressou ontem com ação de execução de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), celebrado entre o órgão e a Prefeitura de Campo Grande, solicitando o encerramento dos convênios mantidos com a Organização para a Educação Pré-Escolar (Omep) e Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária (SSCH), ambas da Capital, por contratação irregular de 4.369 profissionais que atuam em diversos órgãos públicos do Município.


O promotor de Justiça Fernando Martins Zaupa explicou que o primeiro TAC foi ajustado entre o MP e o Município ainda em 2011, quando constatadas irregularidades provocadas pelos convênios, que vem empregando e contratando sem concurso público pessoas para atividades fins, as quais, por lei, deveriam ser desempenhadas via concurso público.


O TAC foi renovado com prazo final para dezembro do ano passado e, para surpresa do promotor, foi publicado no Diário Oficial do Município (Diogrande), na segunda-feira (04), aditivo retroativo a 02 de dezembro de 2015, de prorrogação das contratações com contratos de R$ 87,6 milhões, o que foi visto pelo MP como uma afronta à legislação e que resultou na ação de execução do documento, encaminhado ontem à Justiça.


Zaupa explicou que foi solicitada uma lista desses trabalhadores à Prefeitura e, em 8 de março, fornecida uma em ordem alfabética, com dados desconexos, demonstrando falta de zelo no atendimento à solicitação. Em 30 de março, outra lista foi encaminhada ao MP, que constatou diversas pessoas em cargos inferiores com salários maiores que os profissionais e exemplificou que um motorista estava ganhando R$ 10.191,00; um servente de pedreiro recebendo R$ 6,5 mil, enquanto um pedreiro, apenas R$ 1,5 mil mensais.


"Não que um motorista não mereça um salário como esse, mas, nessas circunstâncias, em que as próprias entidades utilizavam-se de dinheiro público para pagarem salários de seus funcionários, configurando desvio de finalidade, várias são as irregularidades constatadas e, com o MP é um fiscal da lei, solicita ao Judiciário o cumprimento da legislação, dando prazo de 90 dias para a Prefeitura rescindir os contratos e realizar a transição com concurso público para ocupação dessas vagas", destacou Zaupa.


Ele confirmou que também solicitou ao Judiciário multa de R$ 102 milhões ao dia pelo não cumprimento das medidas solicitadas. Segundo Zaupa, na Omep estavam lotados 2.018 funcionários e na Seleta, 2.351 contratados de forma irregular para prestar serviços em órgãos públicos, como creches, centros de educação infantis, com os custos mensais chegando a R$ 6 milhões pagos pela Prefeitura da Capital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pandemia

Ministério da Saúde confirma 66 casos de covid-19 na Copa América

18/06/2021 12:00
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
Saúde

SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS

18/06/2021 11:00
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
Ministério do Turismo aprova projeto de revitalização da Usina Velha
Dourados

Ministério do Turismo aprova projeto de revitalização da Usina Velha

18/06/2021 08:00
Ministério do Turismo aprova projeto de revitalização da Usina Velha
Final de semana que antecede a chegada oficial do inverno, será de tempo firme e temperaturas amenas
Clima

Final de semana que antecede a chegada oficial do inverno, será de tempo firme e temperaturas amenas

18/06/2021 07:00
Final de semana que antecede a chegada oficial do inverno, será de tempo firme e temperaturas amenas
Conselheiro Federal Wander Medeiros se posiciona favorável as novas regras de publicidade na Advocacia
MS

Conselheiro Federal Wander Medeiros se posiciona favorável as novas regras de publicidade na Advocacia

18/06/2021 06:00
Conselheiro Federal Wander Medeiros se posiciona favorável as novas regras de publicidade na Advocacia
Últimas Notícias