Dourados – MS segunda, 19 de novembro de 2018
Anuncie aqui
Anuncie aqui
SUS

Dourados inicia discussão para criação do Plano de Educação Permanente em Saúde

27 Jul 2018 - 11h29Por Assecom Dourados
Debate sobre implantação do Plano Municipal de Educação Permanente em Saúde em Dourados começou ontem e termina hoje, no auditório da Anhanguera - Crédito: A. FrotaDebate sobre implantação do Plano Municipal de Educação Permanente em Saúde em Dourados começou ontem e termina hoje, no auditório da Anhanguera - Crédito: A. Frota

Durante toda a quinta-feira (26) e ainda na manhã desta sexta (27), profissionais da saúde discutem o processo de implantação do Plano Municipal de Educação Permanente em Saúde em Dourados. Tendo como sede o auditório da Faculdade Anhanguera, acontece uma oficina que aborda diversos pontos relacionados ao assunto.

O secretário municipal de Saúde Renato Vidigal, que acompanha a programação desde o início, disse que se trata de um assunto de extrema importância, porque vai fortalecer as ações na Saúde, dar centralidade aos processos de gestão e reconhecer as contribuições de cada setor dentro desse processo e, está dentro das propostas da prefeita Délia Razuk.

A Educação Permanente em Saúde, instituída no Brasil por meio de uma política voltada para a funcionalidade dos programas na saúde, a Educação Permanente, conforme informações do próprio governo federal, passa atualmente por um importante movimento nacional de discussão sobre implementação.

Considerando a necessidade do fortalecimento do programa, de acompanhar, monitorar e avaliar todo esse processo, a oficina que acontece em Dourados foi pensada e elaborada com um grupo de servidores do Departamento de Gestão Estratégica do SUS, Departamento de Atenção à Saúde e Departamento de Vigilância em Saúde.

“Foram vários encontros para que pudéssemos chegar a esse formato de oficina e estamos nos esforçando para atender os objetivos do Programa para o Fortalecimento das Práticas de Educação Permanente em Saúde no Sistema Único de Saúde, que o PRO EPS-SUS”, destacaram os responsáveis pelo Núcleo de Educação em Saúde/SeMS.

Durante o encontro são feitas abordagens para reflexão sobre o contexto de rede, da necessidade de investimento na participação coletiva e na representatividade grupal. A importância da integração dos serviços para a construção da política de saúde também foi colocada e ainda houve uma palestra sobre a construção das redes de atenção à Saúde.

A oficina termina na manhã desta sexta-feira com palestras e passeio pelas redes de atenção à saúde no município. As discussões retornam no dia 23 de agosto com outras abordagens e a avaliação final.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câncer Infantil

Câncer é a maior causa de morte por doença de crianças no Brasil

19/11/2018 13:30
Cuba anuncia retorno de profissionais do "Mais Médicos" antes do final do ano
Mais médicos

Cuba anuncia retorno de profissionais do "Mais Médicos" antes do final do ano

19/11/2018 08:30
Cuba anuncia retorno de profissionais do "Mais Médicos" antes do final do ano
Cuba decide retirar profissionais de programa Mais Médicos no Brasil
Mais médicos

Cuba decide retirar profissionais de programa Mais Médicos no Brasil

14/11/2018 13:00
Cuba decide retirar profissionais de programa Mais Médicos no Brasil
Brasil gasta R$ 3,48 por dia com a saúde de cada habitante, diz CFM
Saúde

Brasil gasta R$ 3,48 por dia com a saúde de cada habitante, diz CFM

13/11/2018 16:00
Brasil gasta R$ 3,48 por dia com a saúde de cada habitante, diz CFM
Prefeitura cede espaço para instalação de unidade do ‘Hospital de Amor’
Hospital do Amor

Prefeitura cede espaço para instalação de unidade do ‘Hospital de Amor’

12/11/2018 16:00
Prefeitura cede espaço para instalação de unidade do ‘Hospital de Amor’
Últimas Notícias