Dourados – MS domingo, 18 de novembro de 2018
Anuncie aqui
Anuncie aqui
Economia

Inflação de famílias com renda mais baixa fica estável em agosto

06 Set 2018 - 11h00Por Agência Brasil
Inflação de famílias com renda mais baixa fica estável em agosto - Crédito: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas Crédito: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação da cesta de compras de famílias com renda até cinco salários mínimos, não registrou variação de preços em agosto. Em julho, o indicador havia ficado em 0,25%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ao manter a estabilidade de preços, o INPC não seguiu a tendência do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, para todas as faixas de renda, e que registrou queda de preços de 0,09% no mês.

O INPC acumula taxas de 2,38% no ano (acima do 1,27% registrado nos oito primeiros meses de 2017) e de 3,64% em 12 meses (acima dos 3,61% dos 12 meses imediatamente anteriores).

Os produtos alimentícios tiveram queda de 0,44% em agosto enquanto os não alimentícios tiveram inflação de 0,19% no mês.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Atividade econômica cresce 1,74% no terceiro trimestre
Economia

Atividade econômica cresce 1,74% no terceiro trimestre

16/11/2018 09:30
Atividade econômica cresce 1,74% no terceiro trimestre
Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda
Economia

Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda

16/11/2018 07:22
Receita paga hoje restituições do 6º lote do Imposto de Renda
MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil
emprego

MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil

14/11/2018 14:30
MS tem a 3ª menor taxa de desocupação do Brasil
Desemprego é maior entre nordestinos, mulheres e negros, divulga IBGE
Desemprego

Desemprego é maior entre nordestinos, mulheres e negros, divulga IBGE

14/11/2018 09:46
Desemprego é maior entre nordestinos, mulheres e negros, divulga IBGE
Inadimplência sobe 4,22% em um ano e atinge 62,89 milhões de pessoas
Economia

Inadimplência sobe 4,22% em um ano e atinge 62,89 milhões de pessoas

13/11/2018 15:47
Inadimplência sobe 4,22% em um ano e atinge 62,89 milhões de pessoas
Últimas Notícias