Instituto Mirim de Bataguassu inicia obra da sede

Será instalada no antigo prédio do Clube da Melhor Idade

11/01/2017 08h52

Será instalada no antigo prédio do Clube da Melhor Idade. (Foto: Micael Nunes) Será instalada no antigo prédio do Clube da Melhor Idade. (Foto: Micael Nunes)

O Instituto Mirim de Bataguassu deu início à construção da sede própria da instituição que será instalada no antigo prédio do Clube da Melhor Idade, no bairro Jardim Santa Luzia, local este que foi danificado e desativado após estragos sofridos durante uma forte tempestade registrada em meados de março de 2015.

Segundo o coordenador do Instituto Mirim, José Carlos Guedes, com a construção do novo centro de lazer destinado aos idosos, obra em andamento executada pela Prefeitura de Bataguassu no bairro Residencial Modelo, com investimento total de R$ 747.340 mil, o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) cedeu o antigo espaço, após aprovação da Câmara de Vereadores, para que o Instituto fizesse a reforma e os ajustes necessários para adequação de suas necessidades.

Conforme Guedes, as melhorias iniciadas nas instalações serão realizadas com recursos próprios da entidade, fruto de economias feitas ao longo dos últimos três anos desde a fundação da instituição no município em 2 de outubro de 2013.

Ele explica que o local será adaptado para receber duas salas de aulas, uma sala de informática, salas administrativas e refeitório para os atendidos.

O coordenador lembra que a instituição já acumula a contratação e capacitação de 255 jovens devidamente registrados e gerando emprego e renda no município. Atualmente são cerca de 100 adolescentes em plena atividade.

Guedes salienta ainda que o Instituto Mirim já estuda a possível realização de um novo Processo Seletivo para o próximo mês de fevereiro, com a abertura de aproximadamente 20 novas vagas que serão preenchidas no primeiro semestre de 2017.

O coordenador disse também que a instituição está buscando parceria junto à Vara do Trabalho de Bataguassu, com o intuito de angariar recursos oriundos de transações penais para celeridade das obras e utilização o mais breve possível do novo prédio para promoção das aulas teóricas exigidas pelo Ministério do Trabalho, que atualmente são ministradas em um espaço fornecido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec).