Dourados – MS quarta, 28 de fevereiro de 2024
33º
IPVA parcela 2
Senado

Projeto permite porte de arma de maior calibre por vigilantes em área rural

O Projeto de Lei (PL) 6.140/2023, apresentado em 20 de dezembro de 2023, aguarda despacho para distribuição às comissões temáticas

11 Fev 2024 - 07h00Por Agência Senado
Para Alan Rick, autor da proposta, ampliação do porte visa à autodefesa e à proteção da propriedade   - Crédito: Jefferson Rudy, Agência SenadoPara Alan Rick, autor da proposta, ampliação do porte visa à autodefesa e à proteção da propriedade - Crédito: Jefferson Rudy, Agência Senado

Com a finalidade de “dotar as zonas rurais com meios apropriados de defesa”, o senador Alan Rick (União-AC) apresentou um projeto de lei que inclui, entre as armas de fogo de porte permitido por vigilantes em área rural, as de calibres 5,56 mm e 7,62 mm. O Projeto de Lei (PL) 6.140/2023, apresentado em 20 de dezembro de 2023, aguarda despacho para distribuição às comissões temáticas.

A proposição altera a Lei 7.102, de 1983, que rege os serviços particulares de vigilância, para ampliar a lista de calibres de uso permitido por vigilantes “quando em serviço de proteção de área rural”. Alan Rick, na justificação de seu projeto, argumenta que o setor agropecuário tem importância significativa na economia do país, e a migração da criminalidade urbana para áreas rurais requer ação proativa na proteção de propriedades, maquinários, insumos e estoques.

“A defesa do uso de armas de grosso calibre em zonas rurais por quem é devidamente capacitado para isso é importante, pois visa à autodefesa, à proteção da propriedade e à capacidade de enfrentar ameaças específicas encontradas nesses ambientes. O seu uso explica-se pelo fato de que, por serem afastadas das cidades, as comunidades rurais podem ter tempos de resposta mais longos por parte das autoridades policiais, tornando a autodefesa uma necessidade mais premente”, explica o senador.

Segundo Alan Rick, as armas de calibres 5,56 mm e 7,62 mm já foram liberadas para proprietários rurais para controle de proliferação de javaporcos (híbridos de javali e porco doméstico) em suas terras. Ele acrescenta que “não seria lógico que os vigilantes das empresas de segurança privada contratadas para prover a segurança dessas mesmas propriedades fossem impedidos de dispor, também, de armas de igual potência de fogo”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto prevê até 8 anos de prisão para quem usar inteligência artificial para gerar conteúdo sexual
Câmara dos Deputados

Projeto prevê até 8 anos de prisão para quem usar inteligência artificial para gerar conteúdo sexual

28/02/2024 06:30
Projeto prevê até 8 anos de prisão para quem usar inteligência artificial para gerar conteúdo sexual
Sejusp institui grupo para estudar a criação da primeira unidade penal indígena de MS
Segurança

Sejusp institui grupo para estudar a criação da primeira unidade penal indígena de MS

27/02/2024 12:15
Sejusp institui grupo para estudar a criação da primeira unidade penal indígena de MS
Novos agentes da Guarda Municipal de Dourados iniciam Curso de Formação
Segurança

Novos agentes da Guarda Municipal de Dourados iniciam Curso de Formação

23/02/2024 19:30
Novos agentes da Guarda Municipal de Dourados iniciam Curso de Formação
Prazo para pagar licenciamento em atraso termina no dia 29
Detran-MS

Prazo para pagar licenciamento em atraso termina no dia 29

23/02/2024 11:00
Prazo para pagar licenciamento em atraso termina no dia 29
Guarda Municipal inicia Curso de Formação para 29 novos agentes
Dourados

Guarda Municipal inicia Curso de Formação para 29 novos agentes

23/02/2024 08:30
Guarda Municipal inicia Curso de Formação para 29 novos agentes
Últimas Notícias