Dourados – MS domingo, 05 de abril de 2020
Dourados
33º max
20º min
SEGURANÇA

MPE vai à Justiça cobrar solução para o déficit de guardas municipais em Dourados

Cidade tem 192 guardas na ativa, quando na verdade deveria ser no mínimo 200

17 Fev 2020 - 16h39Por Vinicios Araújo
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

O Ministério Público Estadual, através da 16ª Promotoria de Justiça, ajuizou ação civil pública para que a Prefeitura de Dourados resolva o déficit no quadro de guardas municipais na segunda maior cidade do Estado. 

Conforme os autos, desde o início do ano passado a promotoria já vem acompanhando o fato, considerando que existem concursados aguardando a convocação da administração. Ao todo Dourados possui 192 agentes em atuação, mas segundo a Lei 13.022/2014 o município deve ter no mínimo 200 guardas em atividade. A cidade, com população estimada em quase 223 mil habitantes pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), possui teto máximo de 662 efetivos. 

Cobrada pelo Ministério Público Estadual, a Prefeitura de Dourados sempre deixou claro o reconhecimento de estar descumprindo a lei, mas respaldando-se com a Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina limite aos gastos públicos. 

A 16ª Promotoria de Justiça até tentou estabelecer um TAC (Termo de Ajuste de Conduta), mas teve a proposta rejeitada pela administração. 

Em anexo à negativa, a Procuradoria-Geral do Município encaminhou demonstrativo de gastos com pessoal referente ao segundo quadrimestre de 2019. No Portal da Transparência, esse período registrou investimento de R$ 100.260.063,78 apenas para custeio da folha de pagamento. 

Na segunda-feira passada (10/2), durante entrevista coletiva, a prefeita Délia Razuk (PTB) voltou a resistir à ideia de convocação dos concursados, dizendo que precisa assegurar o orçamento dos cofres com gasto de folha. Questionada se a equipe técnica já realizou algum estudo para otimização desse tipo de gasto em outros departamentos, Délia afirma que o setor administrativo difere das demandas da guarda. 

“Estamos fazendo um estudo em relação a isso [convocação dos concursados], mas todos sabem que nós temos um folha salarial que tem um impacto muito grande no nosso município e eu só posso chamar no momento em que eu puder cumprir o compromisso com os servidores. A Guarda Municipal tem seu trabalho independente da administração. As competências da guarda não estão ligadas ao atendimento ao público, então eu não posso fazer esse trabalho [estudo de otimização do quadro de comissionados]”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relatório aponta que microveículos são mais seguros para os pedestres
Segurança

Relatório aponta que microveículos são mais seguros para os pedestres

04/04/2020 12:40
Relatório aponta que microveículos são mais seguros para os pedestres
Policia Militar vai intensificar fiscalização do toque de recolher em Dourados
Dourados

Policia Militar vai intensificar fiscalização do toque de recolher em Dourados

03/04/2020 15:53
Policia Militar vai intensificar fiscalização do toque de recolher em Dourados
Brasil

Governo interdita 47 barragens por falta de declaração de estabilidade

03/04/2020 14:00
Autores de violência doméstica são detidos pela PM na Aldeia Indígena
Indígenas

Autores de violência doméstica são detidos pela PM na Aldeia Indígena

03/04/2020 10:21
Autores de violência doméstica são detidos pela PM na Aldeia Indígena
Traficante que arremessava drogas pra dentro da PED com "estilingue" é preso
Na PED

Traficante que arremessava drogas pra dentro da PED com "estilingue" é preso

03/04/2020 09:58
Traficante que arremessava drogas pra dentro da PED com "estilingue" é preso
Últimas Notícias