Dourados – MS quarta, 23 de setembro de 2020
Dourados
30º max
15º min
Educação

Professores deflagram greve e fecham escolas de Dourados amanhã

21 Jun 2016 - 18h03
Professores durante sessão na Câmara de Vereadores - Professores durante sessão na Câmara de Vereadores -
Profissionais da Educação de Dourados decidiram em assembleia iniciar greve a partir desta quinta-feira (23). Com isso, 75 unidades educacionais entre escolas e Centros de Educação Infantis (CEIMS) deverão paralisar suas atividades por tempo indeterminado. Conforme a presidente do Sindicato, Gleice Jane Barbosa, houve adesão de 100% da categoria ao movimento durante assembléia realizada na última sexta-feira.

Segundo Gleice, professores e técnicos administrativos cobram da prefeitura o cumprimento da Lei que trata do piso salarial dos professores para uma jornada de 20 horas e o reajuste para o grupo administrativo.

Os trabalhadores em educação estiveram na sessão da Câmara Municipal de Dourados, na segunda (20), para cobrar dos vereadores um posicionamento sobre o não cumprimento dos acordos salariais, como a incorporação do Adicional de Incentivo ao Magistério Municipal, que deveria ter sido pago a partir de 1º de abril; o pagamento do percentual da diferença do Piso para 20 horas em outubro, negociado durante a greve de 2014 e previsto em lei desde então; e a reposição da inflação ao grupo administrativo, sem correção desde 2015, mesmo havendo a previsão constitucional.

Nesta terça-feira (21), foram realizadas na sede do SIMTED (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Dourados reuniões com os representantes sindicais dos grupos do magistério e administrativo. Foram apresentados valores dos repasses financeiros destinados à Educação de Dourados pelo Governo Federal e dos 25% dos recursos municipais que devem ser obrigatoriamente investidos em educação.

Os números apresentados demonstraram claramente que há recursos mais que suficientes para suprirem os gastos com a folha de pagamento, além de deixar dúvidas sobre a aplicação dos recursos municipais em educação.

Trabalhadores do ensino básico das escolas municipais, escolas indígenas e Ceim’s (Centros de Educação Infantil Municipal) aderiram à paralisação. Uma Assembleia Geral será realizada na manhã de quinta (23), a partir das 08h, na sede do SIMTED, para dar encaminhamento as atividades do movimento grevista.


Deixe seu Comentário