Dourados – MS segunda, 03 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Campanha Parcelamento Conta
Dia-a-Dia

Mutirão no centro encontra 22 focos do Aedes aegypti

03 Fev 2016 - 09h20
Mutirão contra mosquito concentrou esforços no comércio. - Crédito: Foto: DivulgaçãoMutirão contra mosquito concentrou esforços no comércio. - Crédito: Foto: Divulgação
Os agentes endêmicos do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e militares do Exército Brasileiro encontraram 22 focos do mosquito Aedes aegypti durante mutirão realizado na região central de Dourados na sexta-feira passada. No total, foram 3.191 imóveis vistoriados, sendo que 17 deles receberão notificação com multa pela presença de criadouros do mosquito. O mutirão foi realizado pela Prefeitura em parceria com a Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced), responsável pela mobilização dos empresários e doação de sacolas plásticas para coleta de lixo e vasilhames.


A coordenadora do CCZ, Rosana Alexandre da Silva, avalia como muito positivo o trabalho realizado nos estabelecimentos comerciais de Dourados e destaca que, apesar dos focos encontrados pelas equipes, o setor comercial demonstrou grande preocupação e engajamento no combate ao mosquito. “Verificamos que todos os segmentos estão envolvidos nas ações de controle. Não tivemos nenhuma dificuldade na abordagem e em todos os locais os agentes trabalharam com tranquilidade”, garante a bióloga.


O mutirão foi realizado no perímetro entre as ruas Eulália Pires e Mato Grosso e da Cuiabá até a Monte Alegre. Segundo números do CCZ, 477 imóveis estavam fechados; foram realizadas 30 roçadas em terrenos baldios, além da limpeza e retirada de entulho em um imóvel. O presidente da Aced, Antônio Nogueira, destaca que todo o comércio também é responsável pelo controle do mosquito, já que a ocorrência de uma epidemia de dengue ou outras doenças pode comprometer a saúde de toda a população. “O comércio também precisa fazer a sua parte, seja mantendo seus terrenos limpos como também colaborando com o trabalho dos agentes do CCZ”, comenta.

Deixe seu Comentário