Dourados – MS quarta, 05 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Campanha Parcelamento Conta
Dia-a-Dia

Motociclistas vão pagar parquímetro a partir de fevereiro

29 Dez 2015 - 07h00
Parquímetro vai acabar com o amontoado de motos na região central de Dourados. - Crédito: Foto: Marcos RibeiroParquímetro vai acabar com o amontoado de motos na região central de Dourados. - Crédito: Foto: Marcos Ribeiro
A partir de fevereiro do ano que vem o estacionamento rotativo em Dourados será reestruturado e a principal mudança é que motociclistas também vão pagar para estacionar. A alteração irá ocorrer com a entrada da empresa Explora Participações em Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA, de Brasília, em substituição da Caiuá Assessoria e Consultoria, que atualmente administra o estacionamento na cidade.


O primeiro anúncio sobre a implantação de parquímetros para motos ocorreu em dezembro de 2011, no primeiro ano de administração de Murilo Zauith. No entanto, o projeto da Secretaria de Serviços Urbanos na época – ainda não existia Agência de Trânsito (Agetran – não chegou a ser enviado à Câmara Municipal para votação e a prefeitura “congelou” a proposta, trazendo à tona no final deste ano.


O principal motivo para cobrança de estacionamento aos motociclistas é a falta de vagas. Circulam na cidade mais de 40 mil motos. A diretora de Trânsito da Agetran, Fabiane Amorim, diz que a introdução de vagas aos motociclistas e a ampliação para os carros ocorrerão de forma gradativa, em três etapas, num prazo de até 15 meses.


A Agetran já tem um estudo de locais onde mais necessitam de parquímetro. De acordo com Fabiane, as vagas serão ampliadas na região central, saltando das atuais 1219 de carros para cerca de 3 mil. Eles pagarão R$ 2 a hora de estacionamento. Região do shopping Avenida Center, terminal rodoviário, imediações do Fórum e de outros locais onde há grande concentração de veículos vão ganhar parquímetro.


Já os motociclistas terão 781 vagas de rotativo em Dourados a ser implantadas de forma gradativa até o final do primeiro semestre de 2017 e pagarão R$ 0,50 por hora de estacionamento. Um espaço de carro obrigará vagas para 4 motocicletas, acabando com o amontoado de motos que ocorre hoje, com estacionamento livre.


Para melhor esclarecer os usuários do estacionamento rotativo, a partir de janeiro a Agetran iniciará uma campanha de orientação sobre a ampliação de vagas e a inclusão dos motociclistas no sistema. “Vamos promover uma diálogo de orientação com os usuários de trânsito antes de colocar as novas medidas em funcionamento”, diz a diretora de trânsito da Agetran.

Deixe seu Comentário