Dourados – MS quarta, 28 de outubro de 2020
Dourados
30º max
18º min
Influx
Dia-a-Dia

Definida programação da audiência pública sobre renais crônicos

02 Mai 2011 - 22h36
Cartaz enfatiza a programação da audiência pública sobre renais crônicos.

 - Cartaz enfatiza a programação da audiência pública sobre renais crônicos. -
A audiência pública “Renais Crônicos, Direito à Vida” que será realizada nesta quinta-feira (5) pela Câmara de Vereadores de Dourados para abordar a falta de vagas para pacientes de terapia renal substitutiva (hemodiálise) já está com sua programação definida. A realização é uma parceria entre os vereadores Walter Hora e Délia Razuk e o deputado federal Geraldo Resende. A abertura será às 18h30, no plenário da Câmara, com início das palestras logo a seguir.

Sugerindo uma discussão ampla, com a participação de especialistas para a elaboração de um diagnóstico completo, o deputado federal Geraldo Resende, que é médico e membro da Frente Parlamentar da Saúde, acredita que o evento poderá fomentar a discussão de uma solução definitiva para o problema que já se arrasta por alguns anos.

A programação prevê, como primeira palestra, a abordagem de um assunto técnico pelo diretor da Clínica do Rim, Odailton Ribeiro dos Santos, cujo tema será “As opções de tratamento para insuficiência renal crônica”, com início às 18h45. Em seguida (às 19h15), falará o presidente da Associação dos Doentes Renais Crônicos e Transplantados de Dourados (Renassul) José Feliciano de Paiva.

O diretor da Clínica do Rim volta, logo em seguida (às 19h25), com nova palestra cujo tema será “Alternativas à falta de vagas para hemodiálise em Dourados”. Na seqüência (às 19h35), acontecerá a palestra do diretor do Hospital Universitário de Dourados Wedson Desidério (ou de seu representante) com o tema “Hemodiálise e Credenciamento do HU: Propostas e Desafios”. A palestra seguinte, marcada para as 19h45, será da secretária municipal de Saúde Silvia Bosso, que falará sobre “Dourados como referência na Hemodiálise: Compromisso do SUS”.

Finalizando as palestras, às 19h55, deverá se pronunciar a secretária estadual de Saúde Beatriz Dobashi, que abordará o seguinte tema: “O gestor estadual e os pacientes renais crônicos da Grande Dourados”. Às 20 horas, deverão ter início os debates, com o direito à fala dos participantes do plenário, seguidos das considerações finais dos membros da Mesa.


No evento serão discutidas diversas propostas para a solução do problema da falta de vagas, entre elas o credenciamento do Hospital Universitário junto ao Ministério da Saúde para prestar esse tipo de serviço, uma vez que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), define que a cada 200 mil habitantes deve ser oferecido, pelo SUS, um centro de nefrologia. “Como Dourados é referência para uma região que tem em torno de 600 mil habitantes, já deveria ter sido contemplada com pelo menos mais uma unidade nefrológica”, salienta Geraldo Resende, que tem se colocado à disposição na busca de recursos federais para tornar essa proposta uma realidade.

Deixe seu Comentário