Dourados – MS sábado, 26 de setembro de 2020
Dourados
38º max
21º min
Dia-a-Dia

Confusos, usuários compram crédito de rotativo com monitoras

17 Mar 2016 - 09h50
Grande parte dos condutores adquirem crédito com as monitoras. - Crédito: Foto: Hedio FazanGrande parte dos condutores adquirem crédito com as monitoras. - Crédito: Foto: Hedio Fazan
Condutores de Dourados estão encontrando dificuldade em se adaptar com o novo sistema rotativo. Por ser tudo novo, muitos ainda estão "perdidos" e pouco sabem como proceder para ocupar uma das vagas na região central. A Agência Municipal de Trânsito (Agetran) já esperava esse entrave no início, tanto que, até ontem, terceiro dia de operação da EXP Parking na cidade, a maior reclamação foi referente a dificuldade de encontrar as 37 monitoras nas ruas para a compra de créditos de estacionamento.


A diretora de trânsito, Fabiane Amorim, diz que o número de monitoras é suficiente, mas que toda reclamação chegada na Agetran pelos usuários é encaminhada à concessionária para melhorar o atendimento. "Acontece que grande parcela dos usuários do rotativo ainda tem dúvida sobre o novo sistema e quando vão estacionar aproveitam para sanar tudo aquilo que ainda não sabem com as monitoras. Isso torna com que o atendimento seja individual, provocando demora em auxiliar outros condutores", diz a diretora da Agetran. A reportagem flagrou fila de motoristas para falar com monitora.

Mudanças


O novo sistema possibilita ao usuário adquirir crédito do rotativo pela internet e com as monitoras. Nos próximos dias também poderão comprar em pontos fixos, comércios espalhados pela cidade. Neste primeiro momento, como ainda estão confusos, grande parte dos usuários estão adquirindo créditos diretamente com as monitoras. É o caso do feirante João Dias, de 56 anos. Ele não utiliza computador e o celular é simples. "Ouvi falar que pode baixar um aplicativo para comprar crédito, mas não sei mexer com isso e nem tenho celular moderno. O jeito é comprar direto com a atendente", disse ele, que precisou estacionar no centro para ir a uma agência bancária. "O outro sistema era mais fácil e prático, exigia menos das pessoas", opina.


A tecnologia da atual empresa administradora do rotativo é moderna. Virtual, possibilita ao condutor baixar na Play Store o aplicativo Exp Smart Parking, para o motorista fazer um cadastro pessoal. Feito esse processo, ele poderá comprar através de cartão de crédito e incluir o valor que adquirir em sua conta, criada no aplicativo EXP Parking.


Ao estacionar, o motorista precisa apenas entrar no aplicativo e digitar o número da vaga de quatro dígitos, localizado ao lado do meio-fio, a placa do carro que está utilizando no momento e o tempo que pretende ficar no local. O tempo será cronometrado no próprio aplicativo e o prazo máximo de estacionamento é de duas horas. Ao deixar a vaga, precisa entrar no aplicativo e registrar a saída.


Porém, para o condutor registrar a parada na vaga pelo aplicativo é necessário que ele tenha internet no celular. O vendedor Maicon Vieira, 21 anos, reclama. "Tenho smartphone, já baixei o aplicativo, mas era preciso ter internet. Como meu aparelho é pré-pago, nem sempre tenho saldo de internet, e isso vai dificultar muito", questionou. Ontem ele passou por esse problema e não pôde usar o aplicativo por falta de internet. "O jeito é depender das atendentes, mas isso será muito ruim", complementa.

Valor


No antigo sistema, o valor era cobrado por minuto de estacionamento. Agora tudo mudou. O valor mínimo cobrando é de R$ 1 e dá direito a ficar até meia hora na vaga, R$ 2 para até uma hora, R$ 3 para até 1h30 e R$ 4 para ficar até 2h, o máximo permitido na mesma vaga. A cobrança, nesta primeira etapa, está sendo feita apenas para carro. Motociclistas só vão pagar a partir de maio, R$ 0,25 por meia hora, e assim sucessivamente a cada mais meia hora de estacionamento.

Deixe seu Comentário