Dourados – MS sexta, 27 de novembro de 2020
Dourados
35º max
24º min
Imaculada-Desk
Imaculada-Mobile
Mundo

Aeroporto de Alagoas volta a funcionar após ficar sem bombeiros

12 Mai 2011 - 14h15
Aeroporto voltou a funcionar normalmente na noite
desta quarta-feira, em Maceió
 - Crédito: Foto: Reprodução/TV Gazeta de AlagoasAeroporto voltou a funcionar normalmente na noite desta quarta-feira, em Maceió - Crédito: Foto: Reprodução/TV Gazeta de Alagoas
A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) enviou para Maceió, nesta quarta-feira (11), uma equipe de 11 funcionários que possuem treinamento para atuar como bombeiros em aeroportos. Eles foram deslocados de outros estados do Nordeste para completar o contingente do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, na capital alagoana, que é composto por bombeiros militares e que deixou de atuar após a greve da corporação.

A medida permitiu que aeronaves pudessem decolar e pousar normalmente após a paralisação d esta quarta-feira. A manifestação dos bombeiros de Alagoas impediu que o aeroporto de Maceió funcionasse até as 18h.

Segundo Adilson Pereira, superintendente da Infraero, o funcionamento do aeroporto foi restabelecido ainda na noite desta quarta-feira. \"Os pousos e decolagens estão sendo feitos normalmente. Quatro bombeiros não aderiram ao movimento grevista. Hoje, seis apareceram. Somando esses bombeiros militares com os funcionários treinados da Infraero, tenho mais do que a equipe que preciso para colocar o aeroporto para funcionar.\"

Pereira afirmou ainda que são necessários 14 pessoas treinadas para garantir a segurança da pista do aeroporto. \"Eles têm o curso de formação técnica de bombeiros de aeródromo, que é o mesmo curso que os bombeiros civis ou militares são obrigados a ter para atuar no aeroporto.\"

Corregedoria

Dário César Cavalcante, secretário de Defesa Social de Alagoas, disse ao G1 que vai prender em flagrante quem continuar com a paralisação e vai encaminhar para a corregedoria da corporação quem estiver na liderança do movimento grevista. \"Antes de serem bombeiros, eles são servidores públicos e militares. O servidor militar tem de atuar, pela própria atividade dos bombeiros, que é essencial. Militar não pode fazer greve. Se eles não querem negociar, será usado do poder lei. Quem está parado será investigado em inquérito policial militar e em uma sindicância. Posso até prender em flagrante quem não voltar ao trabalho.\"

Segundo Cavalcante, os bombeiros pedem reajuste salarial de 27%. \"Isso é impossível. Em maio deste ano, o governo concedeu aumento linear de 5,91%, que é a reposição do IPCA de 2010. Os bombeiros estão desaquartelados, mas isso é crime, pois eles deixam de trabalhar. Eles são obrigados a atuar de acordo com a legislação e regulamentação da profissão. Não quero entrar no mérito da reivindicação dos bombeiros, questiono a forma como estão pedindo o reajuste.\"

Deixe seu Comentário

Leia Também

Morre o ídolo argentino Diego Maradona aos 60 anos
futebol

Morre o ídolo argentino Diego Maradona aos 60 anos

25/11/2020 13:01
Morre o ídolo argentino Diego Maradona aos 60 anos
Joe Biden garante votos para ser eleito presidente dos Estados Unidos
Mundo

Joe Biden garante votos para ser eleito presidente dos Estados Unidos

07/11/2020 16:04
Joe Biden garante votos para ser eleito presidente dos Estados Unidos
PF pede bloqueio de R$ 130 milhões em criptoativos depositados nos EUA
Mundo

PF pede bloqueio de R$ 130 milhões em criptoativos depositados nos EUA

06/11/2020 09:37
PF pede bloqueio de R$ 130 milhões em criptoativos depositados nos EUA
Halloween: a curiosa origem do Dia das Bruxas
Dia das Bruxas

Halloween: a curiosa origem do Dia das Bruxas

31/10/2020 14:05
Halloween: a curiosa origem do Dia das Bruxas
Mundo

Brasil e outros 31 países assinam declaração sobre saúde da mulher

23/10/2020 15:09
Últimas Notícias