Dourados – MS segunda, 17 de fevereiro de 2020
Dourados
35º max
22º min
Esporte

Inter sofre para chegar, já começa a trabalhar

10 Dez 2010 - 14h25
Poucas horas após chegar em Abu Dabi, jogdores do Internacional fizeram o primeiro treino
 - Crédito: Foto: Divulgação/Jefferson BernardesPoucas horas após chegar em Abu Dabi, jogdores do Internacional fizeram o primeiro treino - Crédito: Foto: Divulgação/Jefferson Bernardes
Abu Dabi - A longa viagem foi a primeira prova de força do Internacional para conquistar o bicampeonato do Mundi-al de Clubes. O elenco demorou quase 24 horas para chegar a Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

O atraso de 4 horas foi provocado por uma falta de sincronia nos serviços de reabastecimento de combustível, água e comida, que fo-ram realizados em Lagos, na Nigéria, onde o voo, que saiu de Porto Alegre, parou para fazer escala.

Mesmo assim, o técnico Celso Roth não deu moleza ao grupo. Após o almoço, os jogadores repousaram em seus quartos e na sequência fizeram o primeiro treino noturno no Sultan Bin Zayed Training Site, que fica perto do hotel onde estão concentrados.

A decisão do treinador foi para aliviar o estresse da árdua maratona aérea e facilitar a adaptação do elenco ao fuso ho-rário do Oriente Médio. \"Estamos cansados, mas temos que trabalhar. Depois nós descansamos e vamos estar bem ama-nhã (sexta)\", disse o atacante Rafael Sóbis, que tratou de postar uma foto do desembarque do time em seu blog.

O ritmo do treino, porém, foi leve. Depois de uma rápida corrida no campo, os atletas trabalharam dois toques e trei-naram cobrança de pênaltis. Com indisposição estomacal, por causa da viagem, o lateral-direito Nei foi poupado do pri-meiro treino.

Nesta sexta, Roth deve montar o esquema tático do time para estrear no Mundial no dia 14 contra os mexicanos do Pachuca ou os africanos do Mazembe, que também se enfrentam nesta sexta. O treinamento deve ser mais cedo para que os colorados possam ter tempo de assistir ao confronto.

SEGURANÇA RÍGIDA - Assim que desembarcaram, os jogadores perceberam o forte sistema de segurança local, que impediu fotos e gravações do grupo na pista de pouso. Depois, todos os integrantes tiveram de passar por um raio-X antes de prosseguir viagem até o hotel Rotana em um ônibus.

O motivo, segundo o representante da FIFA Frederico Nantes, é o medo de ataques terroristas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ex-técnico da seleção brasileira, Alex Pussieldi ministra clínica de natação em Campo Grande
seminário

Ex-técnico da seleção brasileira, Alex Pussieldi ministra clínica de natação em Campo Grande

17/02/2020 08:50
Ex-técnico da seleção brasileira, Alex Pussieldi ministra clínica de natação em Campo Grande
"Unidos pela Emoção" será lema da Tóquio 2020
Olimpíada

"Unidos pela Emoção" será lema da Tóquio 2020

17/02/2020 08:47
"Unidos pela Emoção" será lema da Tóquio 2020
Clássico prova que já há um novo Corinthians e Tiago Nunes se arma contra críticas
Timão

Clássico prova que já há um novo Corinthians e Tiago Nunes se arma contra críticas

17/02/2020 07:29
Clássico prova que já há um novo Corinthians e Tiago Nunes se arma contra críticas
Com time renovado, Cruzeiro sofre mas segue na Copa do Brasil
futebol

Com time renovado, Cruzeiro sofre mas segue na Copa do Brasil

14/02/2020 12:21
Com time renovado, Cruzeiro sofre mas segue na Copa do Brasil
Robert Scheidt garante vaga em Tóquio 2020
Esporte

Robert Scheidt garante vaga em Tóquio 2020

14/02/2020 07:25
Robert Scheidt garante vaga em Tóquio 2020
Últimas Notícias