Dourados – MS sábado, 05 de dezembro de 2020
Dourados
26º max
20º min
Influx
Imaculada-Mobile
Economia

IBGE prevê safra 1,9% menor na primeira estimativa de 2016

11 Nov 2015 - 07h00
Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para o próximo ano foi estimada em 206,5 milhões de toneladas. - Crédito: Foto: ReproduçãoProdução de cereais, leguminosas e oleaginosas para o próximo ano foi estimada em 206,5 milhões de toneladas. - Crédito: Foto: Reprodução
A primeira estimativa para a safra 2016 indica safra agrícola 1,9% menor do que a produção deste ano. Segundo dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgados ontem (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas para o próximo ano foi estimada em 206,5 milhões de toneladas, redução de 4,1 milhões de toneladas em relação à safra recorde deste ano, que deverá atingir 210,6 milhões de toneladas.

Na avaliação dos técnicos do instituto, a redução da safra do próximo ano deve-se às menores produções previstas para as regiões Norte (-11,5%), Sul (-1,2%) e Centro-Oeste (-4,5%).

Já as estimativas do levantamento de 2015 indicam que a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas de 210,6 milhões de toneladas, será 8,2% superior à obtida em 2014 (194,6 milhões de toneladas) e menor 331.303 toneladas (-0,2%) que o levantamento de setembro. A estimativa da área a ser colhida é 57,8 milhões de hectares, apresentando acréscimo de 1,9% frente à área colhida em 2014 (56,7 milhões de hectares), e redução de 23.982 hectares em relação ao mês anterior. Arroz, milho e soja, os três principais produtos deste grupo, somados, representaram 92,7% da estimativa da produção e responderam por 86,3% da área a ser colhida.

Em relação ao ano anterior, houve acréscimos de 5,9% na área da soja, de 1,3% na área do milho e na área de arroz houve redução de 6,1%. No que se refere à produção, houve acréscimos de 3,0% para o arroz, 11,7% para a soja e de 7,4% para o milho. De acordo com o levantamento regional, a região Centro-Oeste, com 89, 7 milhões de toneladas continua a maior área produtora do país no volume de produção de cereais, leguminosas e oleaginosas. Em seguida, vem a região Sul, com a produção de 76,9 milhões de toneladas; a região Sudeste produziu 19,4 milhões de toneladas; no Nordeste, a produção foi 16,9 milhões de toneladas e no Norte do país, a produção foi 7,7 milhões de toneladas.

Conab

A safra de grãos do país, no período 2015/2106, está estimada entre 208,6 milhões e 212,9 milhões de toneladas, com uma variação que pode chegar até a 2,1% (4.384 mil toneladas) acima da safra 2014/15, quando registrou 208,5 milhões de toneladas, informou boletim de acompanhamento da safra de grãos divulgado ontem (10) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A soja aumenta ainda mais sua participação nos números da safra, podendo chegar a 102,8 milhões de toneladas e acréscimo estimado entre 4,9 milhões a 6,6 milhões de toneladas em comparação com a safra anterior, quando produziu 96,2 milhões de toneladas.

O milho primeira safra, cuja produção está estimada entre 26,5 milhões e 28,2 milhões de toneladas, registrou redução entre 11,8% e 6,4% em comparação à safra 2014/15, de 30,1 milhões de toneladas. O trigo também deve sofrer uma redução de 6,8% em comparação ao último levantamento, devendo chegar a 6,2 milhões de toneladas, 4,3% superior à da safra passada.

A área de plantio está estimada entre 57,9 milhões e 58,9 milhões de hectares, crescimento de até 1,6% em relação à safra 2014/15 que fechou em 58 milhões de hectares. Este aumento se deve à cultura da soja que apresenta um acréscimo entre 2,1% (671,3 mil ha) e 3,8% (1,22 milhão de ha). A área do milho primeira safra pode sofrer redução, podendo ficar entre 5,6 milhões e 5,8 milhões de hectares e redução de 9,3% a 4,8% frente à última safra.

O levantamento dos dados foi realizado entre os dias 18 e 24 de outubro, com informações colhidas em campo para área plantada, produção e produtividade média estimadas, pacote tecnológico utilizado pelos produtores e outras variáveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com destaque para soja e açúcar, exportações de MS somam US$ 5,4 bilhões de janeiro a novembro
economia

Com destaque para soja e açúcar, exportações de MS somam US$ 5,4 bilhões de janeiro a novembro

04/12/2020 17:52
Com destaque para soja e açúcar, exportações de MS somam US$ 5,4 bilhões de janeiro a novembro
Pix tem 100 milhões de chaves registradas
ECONOMIA

Pix tem 100 milhões de chaves registradas

04/12/2020 09:35
Pix tem 100 milhões de chaves registradas
Orçamento municipal 2021 será de R$ 1.164 bilhão
PARA DOURADOS

Orçamento municipal 2021 será de R$ 1.164 bilhão

03/12/2020 08:29
Orçamento municipal 2021 será de R$ 1.164 bilhão
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
economia

Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro

02/12/2020 17:03
Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
Maia diz que há votos para aprovar reforma tributária neste ano, mesmo sem apoio do governo
economia

Maia diz que há votos para aprovar reforma tributária neste ano, mesmo sem apoio do governo

02/12/2020 15:08
Maia diz que há votos para aprovar reforma tributária neste ano, mesmo sem apoio do governo
Últimas Notícias