Dourados – MS sábado, 13 de abril de 2024
29º
Economia

Emprego no setor privado atinge maior patamar da série histórica em MS

Para o governador, a inclusão das pessoas na vida produtiva é reflexo do ambiente positivo de atração de oportunidades de MS e da política de qualificação profissiona

19 Fev 2024 - 22h15Por Marcelo Armôa, Semadesc
Emprego no setor privado atinge maior patamar da série histórica em MS - Crédito: Bruno Rezende Crédito: Bruno Rezende

No 4º trimestre de 2023, o número de empregados no setor privado atingiu o maior patamar desde o início da série histórica em 2012, totalizando 743 mil trabalhadores, um aumento de 28% em 11 anos. Esses são os dados mais recentes da PNADC-T (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral) divulgados pelo IBGE e compilados na Carta de Conjuntura nº 04 – 4º Trimestre de 2023, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação).

Para o governador Eduardo Riedel, a inclusão das pessoas na vida produtiva é reflexo do ambiente positivo de atração de oportunidades de Mato Grosso do Sul e da política de qualificação profissional. “O real crescimento sem deixar ninguém para trás é a inclusão das pessoas na oportunidade de emprego e renda, para que elas atuem dentro do sistema produtivo. Além de criar um ambiente de desenvolvimento e crescimento, criamos oportunidades para as pessoas conquistarem a qualificação, estudar e poder abraçar essa oportunidade gerada”, afirmou. 

De acordo com o secretário Jaime Verruck, da Semadesc, essa alta é significativa. “É um indicativo claro da melhoria na condição econômica estadual e na oferta de trabalho, proporcionada pelo ambiente de negócios favorável e pelos novos empreendimentos que vêm se instalando no Estado. Referenda a nossa situação de pleno emprego em Mato Grosso do Sul, que se mantém com o 3º maior nível de ocupação do Brasil, segundo a PNAD”, avalia.

Ainda conforme a PNADC-T, no 4º trimestre de 2023, o trabalho por conta própria, frequentemente referido como autônomo, registrou uma redução de 7% no número de trabalhadores, caindo de 317 mil para 296 mil em comparação com o mesmo período em 2022.

O nível de ocupação em Mato Grosso do Sul foi estimado em 64,0% durante o quarto trimestre de 2023. Houve uma ligeira queda de -0,2 pontos percentuais em comparação com o trimestre anterior, e uma queda de 1,3 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano anterior.

Com esse resultado, a taxa de desocupação para Mato Grosso do Sul manteve o estado na 4ª colocação no cenário nacional, atrás apenas dos estados de Santa Catarina, Rondônia e Mato Grosso. Outro indicador, o nível de ocupação (percentual de pessoas ocupadas em relação às pessoas em idade de trabalhar) no mercado de trabalho do estado atingiu 64,0% no quarto trimestre.

Com relação à taxa de participação na força de trabalho (percentual de pessoas na força de trabalho em relação às pessoas em idade de trabalhar), o percentual de 66,6% foi ligeiramente menor do que o verificado para o mesmo trimestre de 2022, com decrescimento de 0,9 pontos percentuais.

Em termos de renda, considerando o rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos pelos ocupados, tem-se uma renda média de R$ 3.295 registrada para o 4º trimestre de 2023, representando uma variação de – 3,0% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em relação ao rendimento médio nacional o Mato Grosso do Sul tem um rendimento superior em 8,67%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Anfavea quer volta do Salão do Automóvel
Economia

Anfavea quer volta do Salão do Automóvel

há 15 horas atrás
Anfavea quer volta do Salão do Automóvel
Ampliação da exportação de carne gera oportunidade de crescimento à indústria frigorífica de MS
Economia

Ampliação da exportação de carne gera oportunidade de crescimento à indústria frigorífica de MS

há 18 horas atrás
Ampliação da exportação de carne gera oportunidade de crescimento à indústria frigorífica de MS
Dólar sobe para R$ 5,12 com inflação nos EUA e tensões geopolíticas
Economia

Dólar sobe para R$ 5,12 com inflação nos EUA e tensões geopolíticas

há 21 horas atrás
Dólar sobe para R$ 5,12 com inflação nos EUA e tensões geopolíticas
Lula e Fávaro destacam ampliação das oportunidades do Brasil no comércio exterior
Exportações

Lula e Fávaro destacam ampliação das oportunidades do Brasil no comércio exterior

há 21 horas atrás
Lula e Fávaro destacam ampliação das oportunidades do Brasil no comércio exterior
96,87% dos jurisdicionados já entregaram prestação de contas
Economia

96,87% dos jurisdicionados já entregaram prestação de contas

há 22 horas atrás
96,87% dos jurisdicionados já entregaram prestação de contas
Últimas Notícias