Dourados – MS segunda, 06 de julho de 2020
Dourados
28º max
19º min
Cidades

Rodada de Negócios gera R$ 65 milhões

26 Nov 2010 - 10h03
A Rodada de Negócios na cidade de Três Lagoas teve mais de 320 encontros
Foto:Luiz Henrique
 - A Rodada de Negócios na cidade de Três Lagoas teve mais de 320 encontros Foto:Luiz Henrique -
TRÊS LAGOAS - Num único dia de negociações, 323 encontros foram realizados entre as 97 empresas que participaram da Rodada de Negócios da Construção Civil, promovida pelo Sebrae e Prefeitura de Três Lagoas, no último dia 24. O resultado é a expectativa de que pelo menos R$ 65 milhões em negócios sejam gerados nos próximos 12 meses.

Às negociações, compareceram empresas de Mato Grosso do Sul, das cidades de Aparecida do Taboado, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia e Três Lagoas, e da BA, ES, PR, RJ, RS, SP e SC. Empresas âncoras, como a Fibria, Mabel, Cargill, Eldorado, Sitrel e Petrobras Fertilizantes estiveram em contato com empresas de micro, pequeno e médio portes.

A proposta foi organizar e promover o encontro da demanda com a oferta, segundo a gerente do Sebrae Regional Bol-são, Márcia Rocha. “A rodada é um momento para estar frente a frente com a empresa que se quer fazer negócio. Mas não acaba ali, outras oportunidades são geradas posteriormente”.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Marco Garcia de Souza, os participantes se surpre-enderam com as possibilidades de negociações. “Muitas empresas que estão se instalando em Três Lagoas não sabem que na cidade podem encontrar os fornecedores que precisam e acham que tem de trazer de fora. Ao se surpreenderem, aca-bam se interessando até mesmo em abrir filial por aqui. Este é outro resultado da rodada”, diz.

O gerente comercial da Paranasa Engenharia e Comércio, empresa sediada em Belo Horizonte (MG), Luis Eduardo Sottano, espera R$ 15 milhões em negócios nos próximos meses e conta com a parceria de empresas locais. “Vai depen-der dos projetos que fecharmos agora. Para isso precisamos ter gente que resolve aqui na cidade, mão de obra de confian-ça e qualificada. Já pedimos orçamentos a várias empresas que vieram à Rodada e poderão fornecer o que precisamos”.

“Este é tipo de negócio que estávamos precisando”, relata o técnico de suprimentos da Poyry Tecnologia, de São Paulo, Sérgio Rocha, após reunião com Adriano Pereira, diretor da Fas Multiserviços, de Três Lagoas, que atende na área de limpeza e jardinagem. “Há meses procurávamos empresa local pra este serviço e hoje conheci quem faz”, comple-menta.

Adriano também esteve em outros encontros durante a Rodada. “Esta é a terceira vez que participo, os eventos au-mentaram minha carteira de clientes, desde 2009, e pude passar de vendedor informal para microempresário”, afirma. Ele ainda aproveitou o evento para renovar contratos com clientes.

A paulista Eldorado Celulose e Papel é uma das indústrias em fase de implantação em Três Lagoas, com previsão de funcionamento a partir de outubro de 2012, de acordo com a consultora de suprimentos, Cinthia Marques. “Precisamos de todo tipo de serviço do setor e fornecimento de materiais e hoje conhecemos futuros parceiros para contratá-los con-forme demanda”, diz.

A Eldorado tem sede em São Paulo, com quase 30 filiais. “As perspectiva é que sejamos em pouco tempo a maior in-dústria de fibra curta do mundo, com a produção de 1,5 mil toneladas de celulose, ultrapassando a atual líder que fabrica 1,3 mil toneladas”, diz.

#####Pesquisa

Dentre os resultados da pesquisa realizada após o evento, 100% dos participantes disseram querer participar das pró-ximas rodadas de negócios e quanto aos benefícios destacaram a possibilidade de conhecer novos produtos e serviços.

Esta também é a opinião de Pedro Pessoa, diretor comercial da Serttenge, de Salvador (BA), com filiais no RJ, ES e em MS. “Aumenta a cadeia de relacionamento comercial, os fornecedores agregados, que irão facilitar nas cotações para o orçamento das obras. Já sei que podemos contar com parcerias pré-formadas”, expõe Pessoa. “Conseguimos também conversar com empresas âncoras e fortalecer a relação que já temos. Quem não é visto não é lembrado”, completa.

Augusto Raimundo Aléssio, da área de prospecção de negócios, da Soldamaq, de Campo Grande, disse que saiu com novas perspectivas de mercado a serem avaliadas. “A rodada permitiu uma aproximação com as pessoas certas na hora certa”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com taxas de isolamento estagnadas, MS já contabiliza mais de 100 vidas perdidas para a Covid
Isolamento Social

Com taxas de isolamento estagnadas, MS já contabiliza mais de 100 vidas perdidas para a Covid

03/07/2020 18:55
Com taxas de isolamento estagnadas, MS já contabiliza mais de 100 vidas perdidas para a Covid
Idenor Machado cobra informações sobre Ecoponto em Dourados
Dourados

Idenor Machado cobra informações sobre Ecoponto em Dourados

03/07/2020 17:55
Idenor Machado cobra informações sobre Ecoponto em Dourados
Com resultados positivos, Ministério da Justiça prorroga Ação da Força Nacional contra crimes fronteiriços em MS
Força Nacional

Com resultados positivos, Ministério da Justiça prorroga Ação da Força Nacional contra crimes fronteiriços em MS

03/07/2020 17:26
Com resultados positivos, Ministério da Justiça prorroga Ação da Força Nacional contra crimes fronteiriços em MS
Mulher morre de covid-19 após dar à luz em Dourados
Covid-19

Mulher morre de covid-19 após dar à luz em Dourados

03/07/2020 16:42
Mulher morre de covid-19 após dar à luz em Dourados
Prefeitura confirma 4 mortes em 24 horas e vítimas do coronavírus chegam a 31
Dourados

Prefeitura confirma 4 mortes em 24 horas e vítimas do coronavírus chegam a 31

03/07/2020 16:22
Prefeitura confirma 4 mortes em 24 horas e vítimas do coronavírus chegam a 31
Últimas Notícias