Dourados – MS domingo, 11 de abril de 2021
Dourados
36º max
22º min
Influx - Campanha 2021
Ponta Porã

Autoridades debatem segurança na fronteira

22 Jun 2016 - 07h00
Autoridades defendem uma segurança pública específica para linha de fronteira. - Crédito: Foto: Lécio AguileraAutoridades defendem uma segurança pública específica para linha de fronteira. - Crédito: Foto: Lécio Aguilera
Autoridades brasileiras e paraguaias realizaram ontem (21), às 08 horas no plenário da Câmara Municipal de vereadores, um amplo debate tratando da segurança pública na fronteira.


O tema debatido surgiu após uma onda de crimes que teve inicio na semana passa na cidade vizinha de Pedro Juan Caballero, capital do Departamento de Amambay, fronteira seca com Ponta Porã, município de 86 mil habitantes localizado a sudoeste de Mato Grosso do Sul.


Com os rumores do crescimento da violência, e a falta de segurança que tomou conta da população fronteiriça, as autoridades trataram de informar a população quanto as medidas adotadas para garantir a ordem e tranquilidade das duas comunidades.


Após uma semana de um clima de insegurança, que despertou o chamado inconsciente coletivo, ocasionado pelos crimes ocorridos no país vizinho, a vida começa ao poucos a voltar ao normal na fronteira. No entanto representantes de diversas entidades, instituições de ensino, clubes de serviços e poder público buscam sensibilizar as autoridades brasileiras e paraguaias a nível federal, para um tratamento diferenciado a linha de fronteira.


O governador do Departamento de Amambay Pedro Gonzalez agradeceu ao convite para participar da reunião e destacou que a segurança da fronteira é algo que deve ser debatido e realizado de forma conjunta entre os dois países.


A maioria dos vereadores presentes na sessão ordinária defenderam a criação de um manifesto dirigido as esferas do Governo Federal em Brasília, no sentido de sensibilizar as autoridades para ações que possibilitem assegurar a ordem na linha de fronteira.


"Nasci e cresci nesta fronteira, sabemos como funciona o seu dia-a-dia, a sua característica. Aqui existem pessoas de bem, trabalhadores dos mais diversos segmentos. Conheci amigos que fizeram escolhas erradas em seus caminhos, mas é fundamental a presença do estado para garantir segurança a nossa população e incentivar a prática esportiva, bem como atividades e projetos que possibilitem um futuro promissor aos nossos jovens e crianças" disse o vereador Hugo Costa. Hugo Costa lembrou ainda que em virtude dos últimos acontecimentos duas competições a nível estadual, que estaria reunindo cerca de mil atletas em Ponta Porã foram cancelados.


"Esses fatos afetam o nosso cotidiano, estes eventos estariam movimentando a economia local, gerando recursos e integrando a comunidade através de eventos saudáveis necessários para fronteira".


O Ten.Cel Waldomiro Centurion, comandante do 4º Batalhão da Policia Militar de Ponta Porã foi enfático ao dizer que a população do lado brasileiro da fronteira, pode ficar tranquila e segura, com o policiamento ostensivo realizado pela PM.


"É importante destacar que o fato que gerou pânico na população, ocorreu no pais vizinho.As ocorrências realizadas pela Policia Militar em Ponta Porã não registra nenhum crime neste período.As ocorrências tem acontecido em Pedro Juan Caballero, tanto que as atividades continuam normalmente" disse.


O comandante do 4º BPM em Ponta Porã, Waldomiro Centurion disse ainda que é fundamental o debate sobre a segurança pública na área de fronteira, objetivando melhorias nas ações desenvolvidas e que a Segurança Pública do Estado atendeu prontamente encaminhando uma equipe com 08 policias do BOPE, para intensificar o policiamento em Ponta Porã.


"Tenho uma opinião pessoal, que o fato ocorrido no país vizinho, mereça uma atenção especial das autoridades paraguaias visando um maior rigor no controle as armas que são adquiridas livremente no Paraguai. Mas este é um problema que as autoridades paraguaias precisam resolver, possuem suas leis e normas" explicou Waldomiro, ressaltando que "sou a favor que as autoridades constituídas façam uma minuta, que solicite uma atenção neste sentido. Temos atuados de forma conjunta com a Policia Nacional do Paraguai sempre que possível e mantemos um bom diálogo, mas ambos possuem suas limitações e seguem leis especificas do dois países".


Ele aproveitou para esclarecer que a atuação dos órgãos de segurança tais como Policia Militar, Policia Federal e Exército Brasileiro no dia do crime ocorrido em Pedro Juan Caballero, obedecia a um plano de atuação previsto na Operação Ágata.


"É importante esclarecer que estamos atuando em conjunto com os demais organismos de segurança, por meio da Operação Ágata, que busca assegurar o combate aos crimes transfronteiriços, sendo planejado a quinze dias de antecedência ao crime ocorrido. Desta forma, ficamos felizes que tenha contribuído para sensação de segurança, mas ações obedecem critérios definidos na Operação Ágata".


O Ten.Cel Abelardo Prisco de Souza Neto, comandante do 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado, enfatizou que o Regimento Marechal Dutra vem realizando as atividades determinadas pelo Ministério de Defesa do Brasil, obedecendo às ações constitucionais. "O Exército Brasileiro vem atuando junto com os demais órgãos de segurança do país, na Operação Ágata que vem obtendo resultados positivos, oferecendo apoio logístico no combate aos delitos praticados na linha de fronteira" salientou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sem UTI, familiares de pacientes com Covid-19 pedem socorro
Dourados

Sem UTI, familiares de pacientes com Covid-19 pedem socorro

10/04/2021 16:36
Sem UTI, familiares de pacientes com Covid-19 pedem socorro
Colisão na BR-267, em Maracaju resultou em morte
ACIDENTE

Colisão na BR-267, em Maracaju resultou em morte

10/04/2021 09:33
Colisão na BR-267, em Maracaju resultou em morte
Projeto suspende ofício do Ipea sobre divulgação de pesquisas
Política

Projeto suspende ofício do Ipea sobre divulgação de pesquisas

09/04/2021 18:33
Projeto suspende ofício do Ipea sobre divulgação de pesquisas
PMA de Três Lagoas autua pecuarista em R$ 5 mil por degradações ambientais
Campo Grande

PMA de Três Lagoas autua pecuarista em R$ 5 mil por degradações ambientais

09/04/2021 16:29
PMA de Três Lagoas autua pecuarista em R$ 5 mil por degradações ambientais
Prefeitura de São Gabriel abre processo seletivo com salários de até R$ 18 mil
São Gabriel

Prefeitura de São Gabriel abre processo seletivo com salários de até R$ 18 mil

09/04/2021 13:33
Prefeitura de São Gabriel abre processo seletivo com salários de até R$ 18 mil
Últimas Notícias