12/09/2012 09h15 - Atualizado em 12/09/2012 09h15

PMA captura tatu-canastra raríssimo

 
Do Progresso

COXIM - Policiais Militares Ambientais de Coxim capturaram anteontem às 22h um animal da espécie Priodontes giganteus (tatu-canastra). Ele apareceu na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao quartel da Polícia Militar Ambiental há dois dias. Foram duas noites tentando capturar o animal, sem sucesso, pois ao notar a presença de pessoas, o tatu rapidamente abrigava-se em um buraco de aproximadamente 50 centímetros de diâmetro. A PMA evitava realizar a captura neste momento para não causar estresse ao bicho.

O animal adulto capturado mede 1,40 metro do focinho à calda e pesa 45 quilos. O bicho foi solto em uma propriedade rural nas proximidades da cidade.

Trata-se de uma espécie em extinção e que raramente se vê um exemplar. Para se ter ideia da força do animal, durante poucos minutos que ficou enjaulado no quartel da PMA, ele perfurou o concreto com as unhas.

TATU-CANASTRA

O tatu-canastra é o maior e mais raro dos tatus vivos. Pode medir mais 1 metro de comprimento, com mais de 50 centímetros de cauda e pesar até 60 quilos. As patas enormes possuem unhas possantes, sobretudo as anteriores com até 20 centímetros de comprimento. Faz grandes buracos para se alojar. Revolvendo o solo, consegue alimento entre insetos, larvas, vermes, aranhas e cobras.

O tatu-canastra habita os campos e cerrados de todo o Planalto Central do Brasil e Floresta Amazônica. Animais de hábitos noturnos são encontrados na vizinhança de riachos e lagoas, tendo a fêmea de 1 a 2 filhotes por parição. Por causa de sua carne saborosa e armadura resistente, hoje é raríssimo nas diversas regiões brasileiras onde ocorria.

Tatu-canastra foi capturado pela PMA em Coxim (Foto : Divulgação) Tatu-canastra foi capturado pela PMA em Coxim (Foto : Divulgação)



 
 
 
 
 
 
Imóveis Apartamentos Veículos e Utilitários Importados Motos Diversos Telefones Empregos e Oportunidades