Dourados – MS domingo, 27 de setembro de 2020
Dourados
36º max
24º min
Variedades

Teoria do Jabuti

09 Jan 2016 - 07h00
A teoria do Jabuti é interessante e cabe em vários momentos no mundo da política. No caso do presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB), por exemplo, ele não foi parar por acaso na presidência da Casa, pois Jabuti não sobe em árvore sozinho.

##### Na cadeira


A culpa dele estar sentado na cadeira de presidente é daqueles deputados federais que votaram nele e ainda por cima, sabendo quem ele era. Portanto se Eduardo Cunha ainda está como presidente da Câmara foi porque alguém entre os seus colegas votou nele e ajudou a formar maioria para elegê-lo. Onde eles estão agora?. Um dos únicos fiéis a Cunha continua sendo o Carlos Marun (PMDB), nem que seja para morrer abraçado com o colega.


##### Polêmicas nas redes


O ex-suplente de senador e ex-amigo de Delcídio do Amaral (PT), jornalista Antônio João Hugo Rodrigues, causou polêmica nas redes sociais ontem ao falar sobre o rival. “Triste fim o do senador Lindão do Pantanal. Está recolhido em uma cela e só faz chorar, dormir e ler”.


##### Camiseta e bermudão


“Nem a Maika ele quer receber. Medo de levar mais broncas da dona. Usa uma camiseta simples e bermudão. Sem aquele tradicional cadarço, modo normal para presos que, em depressão profunda, possam tentar suicídio, usando a cordinha para se enforcar (SIC)”.


##### Grande aporte


Documento apreendido no gabinete do senador Delcídio Amaral (PT/MS), ex-líder do governo no Senado, atribui ao ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró a revelação de que o ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma, Jaques Wagner (PT), recebeu ‘um grande aporte de recursos’ para sua campanha ao governo da Bahia em 2006.


##### Da Petrobras


Segundo Cerveró, o dinheiro teria sido desviado da Petrobras e ‘dirigido’ pelo então presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli. Jaques Wagner foi eleito governador baiano naquele ano e reeleito em 2010. Em outubro de 2015, ele assumiu a chefia da Casa Civil de Dilma, deixando o Ministério da Defesa.


##### Na gaveta


O documento é um resumo das informações que Cerveró prestou à Procuradoria-Geral da República antes de fechar seu acordo de delação premiada. Segundo o jornal Valor Econômico, os papeis foram apreendidos no dia 25 de novembro, quando Delcídio foi preso sob acusação de tramar contra a Operação Lava Jato. O senador, que continua detido em Brasília, temia a delação de Cerveró.


##### Como pode?


Os investigadores querem saber como o petista teve acesso ao conteúdo da colaboração do ex-diretor da Petrobras. Em sua delação, Cerveró falou de Delcídio e também do ministro da Casa Civil.


##### Setor financeiro


“Na campanha para o governo do Estado da Bahia, em 2006, houve um grande aporte de recursos para o candidato do PT, Jaques Wagner, dirigida por Gabrielli. Nessa época, o presidente Gabrielli decidiu realocar a parte operacional da parte financeira para Salvador, sem haver nenhuma justificativa, pois havia espaço para referida área no Rio de Janeiro”, informou o ex-diretor. “Para tanto, foi construído um grande prédio em Salvador, onde atualmente é o setor financeiro da Petrobras.”


##### Nunca soube


Ouvido pela reportagem do Estadão, o ex-presidente da Petrobras afirmou categoricamente. “Nunca soube de utilização de recursos ilegais dos fornecedores da Petrobrás para a campanha do governador Jaques Wagner em 2006 ou em 2010.”


##### Quem construiu?


Cerveró relatou como teve ‘conhecimento do fato’. Segundo ele, ‘tal fato era de conhecimento notório de todos os diretores da Petrobras. O ex-diretor disse que não sabe qual foi a empreiteira que construiu o prédio da estatal, ‘sendo que muito provavelmente foi essa construtora que fez a doação para a campanha de Jaques Wagner’.


##### Pelo PV


O atuante senador Alvaro Dias pode ser candidato a presidente em 2018. Pelo PSDB?. Não pelo PV. Álvaro Dias assinou na quinta-feira (7), em Londrina, a desfiliação dele do PSDB do Paraná. Segundo a assessoria do parlamentar, o destino será o Partido Verde (PV), e a ficha de filiação deve ser assinada nos próximos dias. Apesar de ainda não ter ingressado oficialmente no PV, o senador já gravou uma propaganda partidária de rádio e televisão que deve ser exibida na próxima terça-feira (12).


##### Não confirma


A assessoria de Alvaro Dias confirmou a existência um convite por parte do PV para que ele seja candidato a presidente da República em 2018 pela legenda. Apesar disso, o senador não confirma a intenção de ser candidato, e diz que mudança teve por base o desconforto dele em relação ao PSDB do Paraná.


##### Vida partidária


Alvaro Dias rompeu com o grupo político do governador Beto Richa (PSDB) em 2010, quando ambos disputaram a indicação para ser o candidato tucano ao governo do Paraná. Preterido na disputa, estava afastado da vida partidária desde então.


##### A escolha


Em 2014, na campanha pelo Senado, houve uma reaproximação entre os dois políticos, mas segundo a própria assessoria do senador ambos não mantêm relacionamento partidário. Sobre a escolha pelo PV, o senador informou que foi baseada dos compromissos de que o partido mantenha oposição aos atuais governos federal e do Paraná, além de ser um partido sem envolvimento nos desdobramentos da Operação Lava Jato.


##### Duas passagens


Alvaro Dias teve duas passagens pelo PSDB – uma entre 1994 e 2001, e outra entre 2003 e 2016. Pelo partido, foi eleito senador em 1998, 2006 e 2014. Foi filiado ainda ao MDB e ao PMDB entre 1968 e 1989, partido pelo qual foi eleito deputado estadual, federal, senador e governador do Paraná. Passou também pelo PST, pelo PP, e pelo PDT ao longo da vida pública.


##### Que frase!


“Não jogue ouriços no meu caminho, pois colocarei dois porcos-espinhos no seu.“ (Nikita Khrushchev).

Deixe seu Comentário

Leia Também

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Recreação

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos

25/09/2020 07:23
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Últimas Notícias