Dourados – MS sexta, 18 de setembro de 2020
Dourados
33º max
19º min
Evento

Temática especial em festival

09 Jul 2016 - 06h00
No festival, o público vai encontrar, por exemplo, junções inusitadas de vários animais. - Crédito: Foto:  Helton PerezNo festival, o público vai encontrar, por exemplo, junções inusitadas de vários animais. - Crédito: Foto: Helton Perez
O Festival de Inverno de Bonito (FIB) terá uma ambientação especial, durante a sua décima sétima edição. Vários artistas bonitenses estão trabalhando juntos em esculturas de animais para criar um clima híbrido e futurista na Praça da Liberdade, local onde estão programadas as principais atividades do evento que acontece entre 28 e 31 de julho.


A produção dos artistas vem sendo realizada desde junho e é feita somente com materiais recicláveis como papel, papelão, isopor, napa, ferro e manequins usados. Ao todo, participam sete artistas plásticos de Bonito, além de 17 moradoras e artesãs bonitenses que estão produzindo suvenires decorativos. "É a primeira vez no festival que este tipo de trabalho está sendo feito por artesãos e artistas de Bonito. Em outros anos, convidavam pessoas de fora, mas aqui na cidade têm muitos profissionais com capacidade e qualidade", ressalta a bonitense Buga Peralta, que integra a equipe do projeto.


O tema do hibridismo foi escolhido para inspirar a criação da decoração. O público vai encontrar, por exemplo, junções inusitadas de vários animais, como sucuri com anta (Sucuranta), cervo com quati (Cervoati), jacaré com lobo guará (Jacaréguara) e piraputanga com arara (Pirapurara). Para cada animal híbrido produzido, uma história é criada para dar sentido ao objeto. "Segundo o contexto, as piraputangas criaram asas pra voar e pegar as frutas frescas direto das árvores. Os jacarés que estavam em uma lagoa que secou e saíram pra caminhar atrás de uma nova lagoa. No caminho, cresceram pernas e gostaram tanto de correr que desistiram de voltar para a lagoa. A Sucuranta era uma sucuri gigante que resolveu virar herbívora e aprendeu com as antas como se alimentar das plantas. E por aí vai", detalhou o artista plástico Gustavo Gaertner.


Baseado no sistema de Economia Criativa (modelo de negócio, produtos ou serviços desenvolvidos a partir da criatividade), o dinheiro movimentado na confecção dos suvenires será doado para a manutenção da Casa do Artesão de Bonito. "As artesãs da cidade estão fazendo a Pirapurara, um peixe com asas de arara, que serão lembrancinhas do festival. O feltro e a fibra acrílica foram doados pela Secretaria de Cultura do Estado e a renda vai ajudar na nossa Casa do Artesão da cidade", afirma Albertina Gesser, presidente da Associação de Artesanato de Bonito – Bonito Feito à Mão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações
Campo Grande

Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações

11/09/2020 17:16
Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações
Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos
Brasil

Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos

26/08/2020 11:28
Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos
Últimas Notícias