Dourados – MS domingo, 25 de outubro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Influx
Variedades

Técnicas que ajudam a motivar malhação

15 Mai 2011 - 07h33
Técnicas que ajudam a motivar malhação -
É difícil encontrar alguém que esteja sempre motivado para ir à academia, correr, nadar, dançar ou fazer exercício físico que for. Por mais que a pessoa goste da atividade que pratica, altos e baixos na força de vontade são normais. “Nossa humanidade é instável por definição. É natural”, explica a psicóloga Ana Kiyan.

Um dos conselhos do personal trainer Eduardo Colmanetti para sair do período de desânimo é criar novas metas. Esse objetivo pode ser quilos a mais para perder, centímetros de cintura para reduzir, músculos dos braços para aumentar, qualidade do sono para melhorar, ansiedade para diminuir ou qualquer outra necessidade que você identificar. O grau de dificuldade, porém, deve ser mudado gradativamente, já que algo muito rígido pode piorar ainda mais a motivação.

Outro ponto que não deve ser radicalizado é a dieta. Seguir um cardápio muito restrito é um atalho para cair no desânimo, pois deixa a pessoa fraca e sem energia. O baixo consumo de carboidratos (pão, bolacha, aveia, barra de cereal, macarrão, arroz, batata) também afeta o humor. Ana ressalta ainda que restrições acentuadas na alimentação exigem um sacrifício disciplinar muito grande, tudo o que você não precisa quando já está desestimulado.

Focar na sensação que tem após malhar, em vez de só pensar na preguiça, é mais uma técnica que pode ajudar. Como se exercitar faz o organismo produzir endorfina, um dos neurotransmissores responsáveis por prazer e relaxamento, algumas pessoas chegam até a ficar irritadas, ansiosas, depressivas, cansadas e com péssimo humor quando deixam de fazer atividades físicas.

A velha saída de encontrar uma companhia para se motivar também pode ser usada. Procure um amigo ou uma pessoa com quem se divirta. \"Quando se vê o mundo mais colorido, se presta mais atenção nas pequenas coisas e assim a atividade deixa de ser vista como monótona\", diz Colmanetti. Por isso, se seu colega de malhação também estiver desanimado, o tiro pode sair pela culatra.

Caso não ache ninguém para lhe acompanhar, um personal trainer pode ser a solução. Com treinos desenvolvidos especificamente para você e praticados nos horários que melhor se encaixam na sua agenda, malhação pode se tornar muito mais agradável. Além disso, a companhia de alguém com quem possa conversar e passar boas orientações sobre os exercícios também é motivadora.

Procurar realizar exercícios no início do dia é outro segredo para se manter empolgado. Isso porque, segundo um estudo publicado no jornal Psychology and Health, existe uma certa quantidade de força de vontade limitada para cada dia. Portanto, à medida que as horas passam e as pessoas destinam atenção para outras atividades cotidianas, a motivação é perdida.


Independente da técnica utilizada para recuperar a animação, o importante, destaca Colmanetti, é não deixar a situação se estender por muito tempo. \"Desmotivados não conseguimos despender energia suficiente para atividade nenhuma. Motivados, não só conseguimos realizar os exercícios com mais facilidade, como temos mais prazer e resultados\".

ENERGIA – É importante comer alguma coisa antes e depois de terminar os exercícios. A maior fonte de energia para o trabalho muscular durante o exercício físico é proveniente da glicose do fígado. “Isso ocorre quando estamos fazendo nossa atividade física habitual ou quando um atleta de alta performance está em atividade”, explica Ellen Simone Paiva, endocrinologista e nutróloga, diretora clínica do Centro Integrado de Terapia Nutricional.

“Essa utilização dos nossos estoques hepáticos de glicose determina perda de até 50% da reserva de glicose na primeira hora”, argumenta. A utilização dessa fonte de energia também ocorre normalmente durante as atividades da vida diária, inclusive no repouso noturno, o que determina grande perda noturna da glicose do fígado e a necessidade de nos alimentarmos pela manhã antes da ginástica. “Se o maior substrato para o exercício e para a manutenção da atividade cerebral é a glicose, nada mais óbvio do que utilizá-la antes da malhação.

Isso poderá evitar os sintomas nada agradáveis da hipoglicemia baixa de glicose no sangue caracterizada por mal estar, sudorese fria, palidez cutânea, tremores, palpitações e o vexame de um desmaio durante os treinos”, enfatiza Ellen Simone Paiva. Muitas vezes, os sintomas são mais sutis, como cansaço físico, baixo rendimento na ginástica e dores de cabeça.


A melhor forma de ingerir glicose é aquela em que as inúmeras moléculas de glicose são ligadas entre si em uma longa cadeia, produzindo um carboidrato complexo ou amido na forma de pão. “Isso mesmo! O pão é o melhor alimento para garantir nosso substrato de glicose quando vamos nos exercitar”, explica. “Não adianta comer uma banana e ir para a academia como muitas pessoas fazem.

A diferença básica é de que no amido, as moléculas de glicose são liberadas para o sangue de maneira lenta e gradual, garantindo um suporte energético estável e contínuo, ao passo que os carboidratos das frutas são basicamente frutose e sacarose, que são carboidratos de liberação rápida”, orienta Ellen Simone Paiva.

“Além disso, podemos ir um pouco além e fazer uma dieta balanceada, que nos garanta a ingestão de carboidratos em todas as refeições, inclusive naquela que antecede o dia da ginástica, garantindo, assim, estoques completos de glicose no fígado e um alto rendimento físico durante a ginástica”, completa.

A ingestão de carboidratos não atrapalha os planos de quem deseja perder peso. Uma dieta balanceada tem 50% de suas calorias na forma de carboidratos e para que ela induza a perda de peso, basta que seu total calórico seja menor do que o gasto calórico da pessoa em questão.

“Além disso, é importante entender que a perda de peso não ocorre somente enquanto nos exercitamos, uma vez que a prática regular de atividade física aumenta o nosso gasto calórico diário e não apenas enquanto nos exercitamos”, explica. “Como nosso estoque de glicose é limitado, o organismo humano utiliza as gorduras como fonte de energia quando a pratica de atividade física tem duração superior a 30 minutos”, finaliza Ellen Simone Paiva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo no Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels, da WTTC
Selo internacional

Turismo no Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels, da WTTC

04/10/2020 11:13
Turismo no Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels, da WTTC
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Recreação

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos

25/09/2020 07:23
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Últimas Notícias