Dourados – MS terça, 20 de abril de 2021
Dourados
32º max
19º min
Influx - Campanha 2021
Variedades

Saindo do ninho

08 Jan 2016 - 07h00
Saindo do ninho -
Pessoa atenta do PSDB estadual informou que o governador Reinaldo Azambuja está aguardando o mês de março para se posicionar a respeito do lançamento do radialista Marçal Filho a prefeito de Dourados.

##### Candidatura própria


“Sabe-se que o PSDB terá candidato e a candidatura própria com Marçal Filho já é uma realidade, não existe outro nome à altura hoje no ninho dos tucanos”, disse a pessoa atenta e ligada ao governador.

##### Bater o pé


Apesar de bater o pé em candidatura própria a mesma pessoa atenta informou que outras possibilidades não podem ser descartadas. A principal delas é a de Zé Teixeira ser o candidato a prefeito e ter Marçal Filho como vice. (DEM/PSDB)

##### PR/PSDB


Outra hipótese que esta pessoa atenta não descartou foi a de uma vez não vingando a chapa DEM/PMDB com Zé Teixeira prefeito, Marçal- vice, uma aliança PR/PSDB não estaria fora dos planos dos tucanos. Neste caso sairia Délia Razuk prefeita e Marçal – vice.

##### Tempo certo


“No entanto o projeto mais provável para o PSDB é lançar Marçal como prefeito, porém o governador não descarta outras possibilidades, estamos esperando o tempo certo para conversarmos e no momento exato reunirmos as principais lideranças em torno um nome apoiado pelo governador Reinaldo Azambuja, mas ele está atento aos acontecimentos políticos em Dourados”, disse a pessoa atenta.

##### O “Barbosinha”


“O nome do deputado estadual José Carlos Barbosa o “Barbosinha” (PSB) também estaria no páreo e este nome, de respeito entre o povo e classe política poderá ser muito importante para integrar este projeto político, pois sabemos que administrar Dourados é uma grande responsabilidade e temos nomes de qualidade para concorrer, Barbosinha não pode ficar fora de qualquer entendimento neste sentido, ele já provou que é bom administrador ao comandar muito bem a Sanesul, surge como novidade a prefeitura de Dourados, uma mistura de novidade e qualidade”, disse a pessoa atenta.

##### E o PMDB?


Com relação ao PMDB a revolta interna já começou dois anos antes do pleito eleitoral. O partido foi se desintegrando a partir do momento que Geraldo Resende assumiu a presidência do diretório municipal e se colocou como candidato a prefeito.

##### Abertura da janela


O primeiro a anunciar sua saída do partido foi Marçal Filho, hoje no PSDB. Ele saiu dizendo que o partido em Dourados tinha dono”. Depois foi a vereadora Delia que já foi liberada para deixar o partido, mas prefere aguardar até março quando a janela se abrir.

##### Bater chapa


Mas apesar da saída de Marçal e a futura saída de Délia, Geraldo Resende não está livre para voar em busca de sua candidatura a prefeito de Dourados, pois permaneceram no partido os primos Nogueira. O secretário de Saúde, Sebastião Nogueira, que também é médico, quer bater aquela chapa com Geraldo Resende.

##### Mosca da sopa


Sebastião Nogueira e o primo dele, Antônio Nogueira vão com certeza se tornar a mosca da sopa de Geraldo Resende, que pode ficar de fora da disputa caso Sebastião venha ser o escolhido na convenção. Sebastião ficou um período afastado da política, mas voltou com tudo e agora não abre mão de disputar a vaga de prefeito de Dourados pelo PMDB.

##### Não pode


O principal e forte argumento que já vem sendo utilizado por Antônio Nogueira, escolhido para coordenar a pré-candidatura de Sebastião é o de que Dourados não pode ficar sem o único deputado federal, que é Geraldo Resende, principalmente neste momento de crise econômica e política que o País atravessa.

##### Pior sem ele


Supondo que Geraldo Resende vença as eleições, quem assume o cargo dele é o deputado federal é o suplente Fábio Trad, que além de ser de Campo Grande tem um perfil diferente de Geraldo. Fábio Trad é legislador de verdade e atua mais na criação e alteração do Código Penal. Geraldo atua mais no interesse pelas emendas parlamentares, ou seja, recursos para asfalto e outras obras, portanto, “Ruim com ele, pior sem ele”.

##### Vice secretário


Sebastião Nogueira foi vice-prefeito de Dourados na época da primeira gestão do então prefeito Braz Melo (89/92). Na época, também assumiu a Secretaria Municipal de Saúde e organizou o setor. Em seguida foi eleito deputado estadual. Passados mais de vinte anos o médico Sebastião Nogueira voltou a organizar o setor de saúde pública de Dourados após uma série de enfrentamentos.

##### Café com bobagens


Instigada a fazer uma avaliação sobre os erros que o governo cometeu nos últimos anos, a presidente Dilma Rousseff afirmou durante um café com jornalistas, ontem quinta-feira, 7, que o maior deles foi não ter percebido o tamanho da crise que atingiria o Brasil em 2015.

##### Internos e externos


“O maior erro foi não ter visto que a crise era tão grande em 2014, não ter visto o tamanho da desaceleração em decorrência de problemas internos e externos”, disse.

##### Culpa da seca?


Ela citou como exemplos que prejudicaram o desempenho da economia a instabilidade de economias como a China e o fato de o Brasil estar enfrentando uma das maiores secas das últimas décadas.

##### Da burocracia


Segundo a presidente, “qualquer atividade é passível de erro” e agora cabe ao governo apresentar medidas para contorná-los. Um dos caminhos sugeridos por ela foi colocar efetivamente em prática a reforma administrativa, para reduzir a burocracia. “Vamos continuar a reforma administrativa, crucial para corrigir erros do governo. A burocracia talvez seja o maior erro do governo”, disse.

##### “Casa do Governo”


Segundo Dilma, uma das ideias que o governo está estudando é criar uma espécie de “Casa do Governo” em cada Estado, que reunirão os diversos órgãos da administração federal em um único local, o que diminuiria a despesa com aluguéis de imóveis, por exemplo.

##### Que frase!


“Na maioria das vezes que erramos, o silêncio é a melhor defesa. Ao abrirmos a boca para nos defender poderemos errar pela segunda vez...” (Inácio Dantas).

Deixe seu Comentário