Dourados – MS terça, 15 de junho de 2021
Dourados
27º max
11º min
Benê Cantelli

Quero chegar aos cem anos, mas não quero ficar velho

07 Mar 2016 - 10h20
Quero chegar aos cem anos, mas não quero ficar velho -
Benê Cantelli

Nada que seja velho tem maior valor, a não ser para colecionadores. É algo decrépito, ultrapassado, defasado, obsoleto, sem maior proveito, normalmente estragado. Não quero isso para mim, nem para meus amigos. Certa vez ouvi alguém falar que as clãs quanto mais brancas denotam sabedoria, retruquei dizendo que o que elas informam é a idade avançada do indivíduo, nada mais. Sabedoria advêm do bom uso de estudos, educação e bela convivência de vida.


Deve ser fatal conhecer seus próprios limites. Ser alguém que não consegue andar. Que tropeça em suas próprias pernas. Que em tudo precisa de alguém para acompanhar e ter acessibilidade. Horrível deve ser, olhar ao derredor e ver que quase nada motiva interesse, nem para si e muito menos para os outros. Ser velho e ainda não ter alguém onde possa escorar e ancorar é pior ainda. Não quero ser velho. Peço a Deus que me conceda este benefício e, que me ensine a não me envelhecer somente por causa do tempo.


Ser velho e olhar para trás vendo tudo que deixou de fazer, ter e amar, é muito constrangedor. Não quero envelhecer. Quero conquistar anos de vida, mas nada de envelhecimento.


A comiseração quando sentida por um velho deve ser uma das piores frustrações. Ninguém quer piedade. Ninguém anela ser mote de dó. Quando chega isso na vida de alguém deve ser "tamanhamente" doloroso. Talvez, aí chega-se ao ponto da razão de encontrar alguns velhinhos, desesperados para morrer. Para que ficar num mundo onde nada mais é seu, nada mais é resultado de sua própria conquista? Melhor mesmo, despedir-se e ir para o outro mundo, pois nele só entra quem na vida de cá buscou construir aqui, um lar no lado de lá.


Ninguém pode se orgulhar de ter dos outros a comiseração. Chegar a isso e estar contente e satisfeito, é melhor ir embora. Nada mais o prende a este mundo. Espera-se que o nada ganho aqui seja totalmente ao contrário daquilo que se espera receber no outro lado da vida.


Não, não. Não quero ficar velho. Permita-me meu Deus ser agraciado por uma longa vida, mas que nela nada seja velho. Tenho certeza de que a longa vida só é prêmio e privilégio de Deus ao homem, quando nela não se envelhece.


Viver 106 anos como viveu minha avó, é exemplo salutar e invejável. Viver os 93 da minha mãe, filha dela é tão invejável quanto. Tanto uma como a outra viajavam. Uma como a outra, de origem hispano, enfiavam linha nas agulhas. Conviviam e partilhavam da noção de vivência dos novos tempos. Não eram ultrapassadas e, muito menos, decrépitas.


Ao homem é dado viver dezena de anos, tantos mais quanto mais tenha sabido escolher suas opções de bom viver e se relacionar com seus pares. O próprio Deus nos deixou escrito: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo". Eis a grande dificuldade: amar ao próximo como a si mesmo. Amar a Deus é fácil demais. Dura servil é amar ao próximo, sabendo, às vezes, um inimigo.


Construir um lar do lado de lá não é tão fácil como construir um lar do lado de cá da vida. Eis a questão.
Senhor, já recebi tanto de ti, conceda-me mais essa por favor.
Bom dia e melhor semana.


Professor e Campista. e-mail: [email protected]

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias