Dourados – MS domingo, 18 de abril de 2021
Dourados
31º max
19º min
Influx - Campanha 2021
Atenta

Quem cedo madruga

09 Abr 2016 - 06h00
Quem cedo madruga -
O PMDB de Dourados realmente segue em ritmo acelerado de organização e com o firme propósito do deputado estadual Renato Câmara disputar a prefeitura de Dourados e se Deus ajuda quem cedo madruga, vai dar um "empurrão" para que Renato seja prefeito de Dourados. Se não vejamos:

##### Banco da frente


Ontem, sexta-feira, antes das seis da manhã, Renato Câmara foi visto na companhia do vereador Raphael Mattos, hoje seu colega de PMDB. Raphael Mattos sentou-se na frente da caminhonete e Renato no banco de trás. Ambos seguiram viagem, após abastecer, provavelmente com destino a capital.


##### Cheiro de povo


Renato Câmara recebeu enorme votação em Dourados para deputado estadual. Está no município há cerca de três anos, mas a família de sua esposa é de Dourados. É filho do falecido deputado estadual Nelito Câmara. Foi prefeito por dois mandatos consecutivos no município de Ivinhema, sua terra natal. É considerado bastante popular. Simples acaba se infiltrando com facilidade em meio ao povão. Por isso pode dar trabalho aos adversários nestas eleições.


##### Em campo


Além de Raphael Mattos também migraram para o PMDB com a abertura da janela, os vereadores Aguilera de Souza, Juarez de Oliveira e Pastor Cirilo. Os quatro entraram em campo para reforçar o time de Renato que se prepara para jogar nestas eleições de 2016.


##### Letras apagadas


Com a abertura do sol forte a limpeza pública de Dourados está realmente trabalhando dobrado e deixando a cidade um brinco. Pena que a Agetran não segue o mesmo ritmo, tendo em vista a necessidade de se sinalizar vários pontos da cidade que estão com as letras no asfalto apagadas.


##### Mão Única


Um destes trechos é a rua João Vicente Ferreira, mão única no sentido bairro centro, cujo a escrita de "Pare", pelo menos na região do Jardim Ouro Verde e Supermercado São Francisco estão cada vez mais desgastadas.


##### Pimenta no quibe


Pessoa atenta também reclamou que dias destes bateu a cabeça no teto do carro quando passou por um quebra-molas sem sinalização no Parque Alvorada. Tá na hora do prefeito Murilo colocar mais pimenta no quibe do "Mito" ou dar-lhe um belo "puxão de orelhas". Ou seria, puxão de nariz?.


##### Coisa tá feia


Pessoa atenta que mora há muito tempo em Dourados e que ontem de manhã andava pela Marcelino Pires parou para dizer o seguinte a coluna: "Nós douradenses até que não temos tanto o que reclamar sobre a crise, tenho amigos e parentes em outras cidades e eles sempre me falam que a coisa tá feia nos lugares onde eles moram, bem mais complicado do que aqui".


##### Nível nacional


"Pelo menos nós moramos em uma cidade que é tão forte economicamente que consegue passar por um momento delicado como esse sem afetar tanto a vida dos moradores. Claro o comércio sentiu muito os efeitos da crise mas as lojas continuam abertas e felizmente não estão acontecendo tantas demissões como em nível nacional".


##### De fora


"Creio que tudo isso se deve ao restabelecimento da ordem na cidade, resgate da credibilidade e a consequente elevação da auto-estima de sua gente. Não podemos esquecer que a cidade é polo e tem se estruturado cada vez mais para receber o pessoal de fora".


##### Ruas centrais


Segue pessoa atenta: "Tomara que realmente Dourados recupere suas ruas centrais com o recapeamento das avenidas Joaquim Teixeira Alves, Marcelino Pires, Weimar Torres e Hayel Bom Facker porque foi-se o tempo em que Dourados respondia somente por Dourados, hoje sua estrutura tem que estar preparada e focada para atender mais de trinta municípios que diariamente estão em Dourados em busca de algum serviço".


##### Bom voto


"O eleitor de Dourados precisa ficar atento ao processo eleitoral e nessa hora analisar a importância que tem Dourados em nível nacional e não ir votando por votar. Tem que analisar a experiência política, o caráter, a postura e a maneira com que este candidato se relaciona com as pessoas. Dourados deixou de ser manchete nacional em páginas policiais. Dourados soube superar e dar a resposta, a volta por cima, portanto tem o dever de votar e votar bem", encerrou.


##### PT Saudações


O povo quer, o povo está enojado e aquilo que a maioria da população deseja está prestes a acontecer, pelo menos do que depender da Câmara. Depois falta o senado. Levantamento do Datafolha publicado ontem sexta-feira (8) no jornal Folha de S. Paulo mostra que 60% dos deputados federais entrevistados dizem que vão votar pelo afastamento da presidente Dilma Rousseff.


##### O percentual


A votação está prevista para o próximo dia 17 de abril. Numericamente, considerando o percentual e o 513 deputados da Câmara, o impeachment teria 308 votos favoráveis – 34 a menos dos 342 necessários para que a ação seja submetida ao Senado.


##### No senado


A pesquisa mostra ainda que os parlamentares que 21% dos entrevistados se declaram contra o impeachment. Este percentual representa 108 deputados, porém, a presidente precisa de 172 votos contrários ao impeachment para garantir sua permanência no poder. No Senado, 55% dos parlamentares são a favor, 24% contra e 21% não se posicionaram.


##### Sim e não


O Datafolha revelou também que, em um recorte por bancadas na Câmara, o PP tem 57% dos votos pró-impeachment e 30% indecisos. Já no PMDB, que saiu da base do governo recentemente, 59% dos deputados querem o impeachment e outros 38% não se posicionaram.


##### Por telefone


O levantamento foi realizado entre os dias 21 de março e 7 de abril. Foram entrevistados 291 deputados e 68 senadores todos eles foram ouvidos por telefone e sem se identificar. Com relação ao último levantamento, de dezembro de 2015, houve um recuo entre os contrários ao impeachment, o percentual passou de 31% para 21%. Já o índice de indecisos caiu de 27% para 18%.


##### Que frase!


"A força do direito deve superar o direito da força". (Rui Barbosa).

Deixe seu Comentário