Dourados – MS quarta, 28 de julho de 2021
Dourados
17º max
min
Variedades

Presos em operação deixam a cadeia

03 Mai 2011 - 00h15
Servidor público Amilton Salina que deixou ontem a cadeia com Rodrigo Terra - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSOServidor público Amilton Salina que deixou ontem a cadeia com Rodrigo Terra - Crédito: Foto: Hédio Fazan/PROGRESSO
DOURADOS - Dos quatro presos na Operação \"Câmara Secreta\" do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), dois estão fora da cadeia. São os ex-servidores públicos Amilton Salina e Rodrigo Terra.
De acordo com informações apuradas pelo Douradosagora, Salina foi o único a responder o processo em liberdade. Ele teve concedido o pedido de relaxamento da prisão preventiva.

Rodrigo Terra, apesar de não estar na cadeia, continua preso. Informações dão conta de que ele teria passado mal e foi internado em uma clínica, para tratamentos cardíacos. Ele está escoltado por policiais, enquanto passa por procedimentos médicos.

Os ex-vereadores Sidlei Alves (DEM) e Humberto Teixeira Júnior (PDT), continuam presos. Os advogados entraram com pedido de habeas corpus, ainda na sexta-feira. Os documentos estariam aguardando análise do Ministério Público Estadual (MPE).

A Operação “Câmara Secreta” do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) já ‘mira’ outros ex-vereadores de Dourados que foram cassados pela Câmara este ano ou renunciaram, envolvidos na Operação Uragano que também levou para cadeia o então prefeito Ari Artuzi e outros políticos. As novas investigações surgiram com base nos depoimentos colhidos na última sexta-feira, quando foram presos os ex-vereadores Sidlei Alves e Humberto Teixeira Júnior, além do ex-assessor parlamentar Rodrigo Terra e do ex-diretor financeiro da Câmara Amilton Salinas, acusados de participação na suposta ‘máfia dos consignados’.

Os envolvidos estão sendo denunciados pelos crimes de peculato, formação de quadrilha, falsificação de documento público e uso de documento público falsificado. O Douradosagora apurou ainda que ao menos 6 empréstimos ilegais foram comprovados; prejuízo à Câmara de Vereadores na ordem de R$ 160 mil, a princípio. Depois de ouvidos na sede do Gaeco, o grupo foi preso no 1º Distrito Policial de Dourados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
IMPRESSO

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário

05/07/2021 13:00
Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias