Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Pets

Projeto do governo sobre ITCD incorpora emenda de Zé Teixeira

06 Nov 2015 - 07h00
Zé Teixeira comemora o fato de a proposta dele ter sido adotada pelo governo do Estado. - Crédito: Foto: DivulgaçãoZé Teixeira comemora o fato de a proposta dele ter sido adotada pelo governo do Estado. - Crédito: Foto: Divulgação
O Projeto de Lei encaminhado ontem pelo governador Reinaldo Azambuja à Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul com as novas regras do Imposto sobre a Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD) contempla proposta defendida pelo deputado estadual Zé Teixeira (DEM), primeiro-secretário da Casa. “Essa iniciativa comprova de forma institucional que a proposta que defendíamos por meio da Emenda Modificativa ao projeto inicial alterando a tributação do ITCD era a melhor para a sociedade de Mato Grosso do Sul”, analisa Zé Teixeira.

Pela proposta que o governo enviou ontem, as doações de bens e direitos cujos valores não ultrapassem R$ 50 mil, observado, no caso de doações sucessivas, bem como as transmissões causa mortis de bem imóvel no valor de até R$ 50 mil, ficarão insentas do ITCD. “Com essa iniciativa, o governo do Estado faz justiça social com as pessoas menos favorecidas, beneficiando justamente quem não teria condições de pagar o imposto sem comprometer o próprio sustento”, explica Zé Teixeira.

O deputado salienta a boa gestão feita pelo Governador Reinaldo Azambuja, porém, afirma que desde o início foi contrário à alta de até 8% na alíquota do ITCD conforme proposta anterior. “Entendo a forma de gestão do governo, que já abriu mão de receitas importantes como a do ICMS do diesel, baixando o imposto de 17% para 12%” comenta. “Mas, penso que a alta de até 8% na transferência de imóveis, oneraria muito o contribuinte”, justificou o parlamentar ao se opor ao projeto anterior que acabou retirado da pauta pelo governo do Estado. A proposta de Zé Teixeira alterava a alíquota de 2% para 3% em caso de doação e de 4% para 6%, nas transmissões Causa Mortis, o que acabou sendo adotado pelo governo do Estado no novo projeto encaminhado ontem.

O Projeto de Lei altera o artigo 126 e os incisos I e II do artigo 129 da Lei 1810, de 22 de dezembro de 1997, dispondo sobre os tributos de competência do Estado e elevando as alíquotas do ITCD. Doações e transmissões causa mortis, tributadas pelo ITCD, com alíquotas atualmente vigentes em 2% e 4%, passarão a vigorar com índices de 3% e 6%, conforme a nova proposta. “A diferença é que a isenção que atualmente é limitada a transações com valores até R$ 17.347,20, passará a ser de R$ 50 mil, no caso de doações sucessivas”, explica o deputado.

Zé Teixeira ressalta ainda que a atualização da faixa de isenção é proporcionalmente maior que a atualização das alíquotas, pretendendo-se, com isso, garantir o benefício, reajustando adequadamente o valor do limite. “A queda de aproximadamente 30% no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE), associado à Lei Kandir – que isenta de tributo ICMS os produtos destinados à exportação que não são repostos pelo Governo Federal - prejudica o nosso Estado, pois o produto sai semi elaborado levando do estado emprego e renda”, completa.

O projeto foi lido pelo presidente Junior Mochi (PMDB) durante a sessão plenária de ontem e seguirá para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e Comissão de Finanças e Orçamento, antes da votação em plenário.

O presidente da CCJR, deputado José Carlos Barbosinha (PSB), adiantou que avocará a relatoria e emitirá parecer favorável. “De antemão, já sabemos que não há impedimento jurídico e a proposta é constitucional”, disse. O projeto de lei enfrenta resistências quanto ao mérito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Protetoras de animais encontram gata morta pendurada em frente à residência
Bodoquena

Protetoras de animais encontram gata morta pendurada em frente à residência

29/09/2020 15:45
Protetoras de animais encontram gata morta pendurada em frente à residência
Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos
Em MS

Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos

17/09/2020 09:23
Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos
Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios
Brasil

Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios

15/09/2020 11:33
Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos
Maus-tratos

Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos

10/09/2020 13:38
Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos
Últimas Notícias