Dourados – MS segunda, 30 de março de 2020
Dourados
32º max
22º min
Mais Alems
Pe

Limpeza dos dentes evita doenças em cães e gatos

05 Out 2019 - 08h00Por Redação
Antes da profilaxia, que é o procedimento de limpeza dos dentes - Crédito: DivulgaçãoAntes da profilaxia, que é o procedimento de limpeza dos dentes - Crédito: Divulgação

A maioria dos cães e gatos apresenta doenças nos dentes e gengivas por falta de cuidado dos tutores com a saúde oral dos pets. Assim como os humanos, os animais também precisam da escovação e limpezas periódicas, para evitar tanto enfermidades na boca, quanto em outros órgãos do corpo afetados pelas bactérias acumuladas que acabam ingeridas junto com os alimentos.

“A média apontada em pesquisas científicas é de que 70% dos gatos têm doença periodontal e 80% dos cães. Aqui na clínica, avaliamos 100% dos cães e gatos durante 30 dias e 82% dos animais tinham alguma doença”, explica o médico veterinário Laudo de Abreu, que mantém em seu instituto uma equipe de quatro profissionais habilitados para essa análise.

Ele salienta que além de doenças em dentes e gengivas, com o aumento da contaminação bucal, o paciente ingere 24h por dia uma quantidade grande de bactérias que se acumulam na boca e passam para outros órgãos. Entre os sistemas mais afetados estão o cardiovascular (coração), hepático (fígado) e renal (rins).

O médico veterinário ressalta que quando a placa bacteriana ou o cálculo dentário (tártaro) já estão instalados, os cuidados em casa não são suficientes para recompor a saúde oral. Uma avaliação profissional seguida do tratamento adequado pode garantir uma condição adequada para posterior manutenção caseira da higiene.

“A gente indica avaliações semestrais, mas isso não significa que o pet vai fazer um procedimento semestral. Na nossa experiência, uma profilaxia por ano contribui para manter a saúde oral de cães e gatos, mas isso vai depender de cada paciente”, afirma o médico veterinário.

A profilaxia odontológica ou dentária é a limpeza dos dentes. Antes de realiza-la, o animal passa por exames prévios, é analisada a gravidade e montado um tratamento que inclui limpeza e polimento. Restaurada a saúde bucal, o médico veterinário realiza a orientação de como os tutores podem manter boas práticas em casa para evitar doenças.

Laudo ainda lembra que a melhor saída para evitar enfermidades é a prevenção. A orientação é para que o tutor crie o hábito de manipular os dentes dos cães e gatos desde filhotes com uma dedeira ou gaze para que se acostumem. “O que mais os tutores reclamam não é nem de uma dor de dente, mas é que o cão ou gato não deixa manipular a boca. Então, se você começar desde muito cedo, com o tempo vai ter essa aceitação e você já vai poder começar esse processo de escovação”, afirma o veterinário.

A higiene bucal deve ser feita com pasta de dente para pets e o ideal é que a escovação seja diária. Para os tutores que buscam mais praticidade, existem alternativas, como brinquedos e biscoitos com fatores enzimáticos específicos para essa finalidade. A avaliação periódica das práticas por um médico veterinário, também é recomendada como cuidado essencial.

 

Fonte: Zarta

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem leva multa de R$ 1 mil por maus-tratos a cachorro
nova andradina

Jovem leva multa de R$ 1 mil por maus-tratos a cachorro

27/01/2020 07:11
Jovem leva multa de R$ 1 mil por maus-tratos a cachorro
Vacinação antirrábica atende região do Santa Brígida
Dourados

Vacinação antirrábica atende região do Santa Brígida

05/11/2019 18:26
Vacinação antirrábica atende região do Santa Brígida
CZZ vacinará cães e gatos no Canaã I, neste sábado
Pet

CZZ vacinará cães e gatos no Canaã I, neste sábado

01/11/2019 20:45
CZZ vacinará cães e gatos no Canaã I, neste sábado
Últimas Notícias