Dourados – MS quinta, 24 de setembro de 2020
Dourados
33º max
17º min
Pets

Emenda restringe aumento de imposto e protela votação

11 Nov 2015 - 07h00
Onevan apresenta emenda que delimita prazo de mudanças nas alíquotas do ITCD. - Crédito: Foto: Fernando OrtegaOnevan apresenta emenda que delimita prazo de mudanças nas alíquotas do ITCD. - Crédito: Foto: Fernando Ortega
Emenda modificativa apresentada pelo deputado estadual Onevan de Matos (PSDB) acabou protelando a votação do projeto de lei 262/2015, de autoria do Poder Executivo que aumenta a alíquota do ITCD (Imposto sobre Transmissão de Causa Mortis e Doação) em Mato Grosso do Sul.

A matéria polêmica estava na pauta de votação de ontem, mas ficou para ser apreciada pelo Plenário nas próximas sessões devido à emenda protocolada pelo tucano na Mesa Diretora da Casa, da qual é vice-presidente.

Na prática, a emenda de Onevan fixa prazo de aumento do tributo até 31 de dezembro de 2019, ou seja, impedindo que a lei a ser aprovada pela Assembleia venha a ser definitiva, como propõe o projeto original enviado à Casa pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).  

“Ninguém gosta de aumento de impostos, todavia, sabemos o quanto é grave a crise econômica atravessada pelo Brasil e pelas unidades da federação, como o Mato Grosso do Sul. A minha emenda, desta forma, torna a mudança não definitiva e restringe o aumento do ITCD até o dia 31 de dezembro de 2019”, justificou o tucano.

Ao fazer uso da tribuna da Assembleia, o presidente do Secovi (Sindicato da Habitação de Mato Grosso do Sul), Marcos Augusto Neto, apontou como absolutamente positiva a emenda apresentada pelo deputado tucano.
“Reconhecemos a crise e, de tal forma, devemos entender os mecanismos de seu enfrentamento. A emenda proposta pelo deputado Onevan de Matos delimita a majoração do imposto, tornando-a não definitiva, de forma que o Estado tenha condições de reequilibrar sua condição financeira e, após o prazo de vigência da lei, a cobrança do tributo retome aos patamares atuais”, observou o sindicalista.

Novo texto

Como não foi votada na sessão de ontem, a matéria seguirá agora para a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), que emitirá parecer sobre a emenda de Onevan para, então, retornar à apreciação de mérito no plenário da Assembleia.

No último dia 5, novo projeto de lei enviado pelo governo foi lido pela Mesa Diretora da Assembleia.
O novo texto diz que doações e transmissões causa mortis, tributadas pelo ITCD, com alíquotas atualmente vigentes em 2% e 4%, passarão a vigorar com índices de 3% e 6%. A isenção, hoje limitada a transações com valores até R$ 17.347,20 (780 Uferms), deverá ser elevada para R$ 50 mil, no caso de doações sucessivas.
Segundo o governador Reinaldo Azambuja, as alterações têm como objetivo “atualizar a tributação”, observado o limite admitido pela Resolução 9/1992, do Senado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos
Em MS

Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos

17/09/2020 09:23
Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos
Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios
Brasil

Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios

15/09/2020 11:33
Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos
Maus-tratos

Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos

10/09/2020 13:38
Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos
Tutores de animais de estimação devem ficar atentos a produtos de limpeza
Pets

Tutores de animais de estimação devem ficar atentos a produtos de limpeza

03/09/2020 12:03
Tutores de animais de estimação devem ficar atentos a produtos de limpeza
Últimas Notícias