Dourados – MS sábado, 04 de julho de 2020
Dourados
26º max
11º min
Pets

Cunha e ministros do PMDB são alvos de nova fase da Lava Jato

16 Dez 2015 - 07h00Por Do Progresso
Polícia Federal cumpre mandado de busca no escritório do deputado Eduardo Cunha. - Crédito: Foto: Tânia Rêgo/Agência BrasilPolícia Federal cumpre mandado de busca no escritório do deputado Eduardo Cunha. - Crédito: Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
A Polícia Federal cumpriu na manhã de ontem (15) mandado de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em Brasília, e na casa particular, no Rio de Janeiro.


Também foram feitas buscas em endereços de dois ministros: Henrique Eduardo Alves, do Turismo, e Celso Pansera, de Ciência, Tecnologia e Inovação, ambos do PMDB.


No total, a Polícia Federal saiu às ruas para cumprir 53 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal (9), em São Paulo (15), no Rio de Janeiro (14), Pará (6), em Pernambuco (4), Alagoas (2), no Ceará (2) e no Rio Grande do Norte (1) como parte da Operação Catilinárias, deflagrada ontem (15) por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki. A ação faz parte da Operação Lava Jato.


Além de Cunha, também foram alvos da operação o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE), o senador e ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB-MA) e o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), em Petrolina (PE).


Também foram alvos de mandados, a chefe de gabinete de Cunha, Denise Santos, e o ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Fábio Ferreira Cleto, indicado por Cunha para o cargo. Cleto foi exonerado pela presidenta Dilma Rousseff na semana passada.


Outro mandado foi cumprido na sede do PMDB em Alagoas e na casa do primeiro tesoureiro do partido no estado, José Wanderley Neto.


O prefeito de Nova Iguaçu e ex-deputado Nelson Bornier (PMDB), aliado de Cunha, também foi alvo da ação.
A Polícia Federal cumpriu mandados no Ceará e no Rio de Janeiro em endereços relacionados ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.


Término


As buscas na casa do presidente da Câmara terminaram no início da manhã, por volta das 11h20. Durante a ação, um chaveiro foi chamado para abrir um cofre.


Por meio de nota, a PF informou que esses mandados estão relacionados a sete processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato, com a finalidade de evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados.

Governo


Em nota, o governo federal diz esperar que “todos os fatos investigados na nova fase da Operação Lava Jato envolvendo ministros de Estado e outras autoridades sejam esclarecidos o mais breve possível, e que a verdade se estabeleça”.

Ministros


Os ministros do Turismo, Henrique Eduardo Alves, e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, divulgaram comunicados oficiais em que se colocam à disposição para o esclarecimento das investigações decorrentes da Operação Catilinárias, da Polícia Federal.


No comunicado, Celso Pansera disse que tem “pleno interesse” no esclarecimento dos fatos e que, “desde já”, abre mão “espontaneamente” dos sigilos bancário e fiscal. De acordo com nota do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Pansera “está certo de que o andamento das investigações estabelecerá a verdade”. Pela manhã, o Palácio do Planalto já havia se manifestado oficialmente pedindo brevidade no esclarecimento dos fatos e dizendo esperar que a “verdade se estabeleça”.


Já Henrique Eduardo Alves disse, por meio de sua assessoria, que respeita a decisão do Supremo Tribunal Federal “apesar de surpreso”, mas que, “como sempre”, está à disposição para quaisquer esclarecimentos necessários.


Os dois ministros são integrantes do PMDB.

Almoço


Após ter suas casas e escritório vasculhados pela Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF), o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recebeu lideranças partidárias para o tradicional almoço de terça-feira, antes da reunião de líderes para discutir a pauta da semana. Eduardo Cunha recebeu, às 12h30, a visita do ex-deputado federal pelo PMDB de Goiás Sandro Mabel, que acabara de se encontrar com o vice-presidente Michel Temer.


Mabel deixou a casa de Cunha às 13h30, após a chegada dos líderes Marcelo Aro (PHS-MG), Domingos Neto (PROS-CE), Paulinho da Força (SDD-SP), Eduardo da Fonte (PP-PE), André Moura (PSC-SE), Rogério Rosso (PSD-DF), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Maurício Quintella (PR-AL). A reunião foi encerrada às 14h30.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Adoção de animais domésticos é opção em meio ao isolamento social
Adoção de Pets

Adoção de animais domésticos é opção em meio ao isolamento social

28/05/2020 15:31
Adoção de animais domésticos é opção em meio ao isolamento social
Últimas Notícias