Dourados – MS sexta, 25 de setembro de 2020
Dourados
35º max
19º min
Pets

Biometria garante registro único de cada eleitor

23 Jan 2016 - 07h00
Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada cidadão. - Crédito: Foto: ReproduçãoAcoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada cidadão. - Crédito: Foto: Reprodução
O cadastro da Justiça Eleitoral já conta com mais de 36 milhões de registros biométricos, que é a identificação dos eleitores por meio de suas digitais. A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação, tornando praticamente inviável a tentativa de fraudar a identificação do votante. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada cidadão por meio de impressões digitais únicas, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral.


De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação (TI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Giuseppe Janino, a biometria é uma evidência do compromisso da Justiça Eleitoral em prover melhoria contínua no processo de votação, que desde as eleições municipais de 2000 é totalmente informatizado. “A biometria dá maior credibilidade, à medida que, no momento da identificação na seção eleitoral, se garante que é o mesmo eleitor que fez o seu registro, ou seja, evita-se a possibilidade de uma pessoa se passar por outra, considerando que não existem duas digitais no mundo”, destacou o secretário.


Giuseppe ressalta que o cadastro eleitoral brasileiro é o maior da América Latina e também um dos mais confiáveis, justamente pela adoção de métodos de garantia de unicidade e unificação do cidadão e integridade dos dados. Ele explica que, com a identificação biométrica, é possível introduzir um elemento extremamente preciso, no sentido da individualização, por meio do sistema AFIS (Automated Fingerprint Identification System), que verifica as minúcias digitais de cada indivíduo e compara com todos os outros que estão no banco de dados. “Com essa comparação, nós conseguimos garantir a unicidade do cidadão naquele universo. Com isso, nós introduzimos muito mais precisão neste cadastro, que já tem um alto grau de confiabilidade”, pondera.


A biometria está sendo implantada gradativamente desde as eleições municipais de 2008 e já foi concluída em Alagoas, Amapá, Sergipe e no Distrito Federal. A etapa 2015/2016 da coleta biométrica envolve municípios de 23 estados brasileiros.

Abstenção


Nas eleições de 2014, dos mais de 20 milhões de eleitores de 704 municípios do país aptos a serem identificados pelas digitais, pela primeira vez em uma eleição geral, aproximadamente 18 milhões compareceram às urnas.


Nesses locais, o número de abstenção no primeiro turno do pleito teve redução de 4,83% em relação ao mesmo período das eleições de 2010. A Justiça Eleitoral registrou 12,79% de abstenção em 2014 contra 17,62% em 2010, quando os eleitores dessas cidades ainda não contavam com a biometria. Já no 2° turno, 14,17% dos eleitores aptos não compareceram para votar no ano passado. Em 2010, no mesmo período, 21,39% deixaram de votar, ou seja, houve redução de 7,23% nas abstenções.


“À medida que se promove um evento de cadastramento, se faz uma espécie de higienização no cadastro por meio da seleção própria do chamamento do indivíduo para fazer o cadastramento e, posteriormente, após a unificação, eliminam-se as duplicidades”, esclarece o secretário de TI do TSE.

Aprovação


O emprego da biometria nas Eleições Gerais 2014 recebeu média 9 pela maioria dos eleitores brasileiros, de acordo com pesquisa encomendada pelo Tribunal Superior Eleitoral para avaliar o pleito do ano passado. O uso da tecnologia causou impressão positiva em vários lugares onde foi colocada em prática, sendo relacionada a uma ampliação da segurança do sistema de votação.


Dos entrevistados sobre o tema em todas as regiões do país, 51% atribuíram ao desempenho da biometria as três notas mais elevadas (8, 9 ou 10). Desse total, 30% declararam estar plenamente satisfeitos e deram nota 10. (*Assessoria de Comunicação do TSE).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos
Em MS

Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos

17/09/2020 09:23
Prefeitura arcará com castração e vacinas de gatos e cães acolhidos
Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios
Brasil

Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios

15/09/2020 11:33
Projeto obriga síndico a comunicar maus-tratos de animais em condomínios
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos
Maus-tratos

Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos

10/09/2020 13:38
Senado aprova aumento de pena para agressores de cães e gatos
Tutores de animais de estimação devem ficar atentos a produtos de limpeza
Pets

Tutores de animais de estimação devem ficar atentos a produtos de limpeza

03/09/2020 12:03
Tutores de animais de estimação devem ficar atentos a produtos de limpeza
Últimas Notícias