Dourados – MS sexta, 03 de julho de 2020
Dourados
20º max
min
Pets

Bernal faz balanço de gestão na abertura da Câmara

03 Fev 2016 - 07h00
Prefeito Alcides Bernal durante prestação de contas na Câmara. - Crédito: Foto:  Izaias MedeirosPrefeito Alcides Bernal durante prestação de contas na Câmara. - Crédito: Foto: Izaias Medeiros
O prefeito de Campo Grande, Alcides de Jesus Peralta Bernal (PP), participou, na manhã de ontem, da sessão inaugural do ano legislativo na Câmara Municipal, oportunidade em que apresentou aos vereadores um balanço de sua segunda gestão à frente do Município e destacou que a devolução de R$ 10 milhões do duodécimo feita pelo legislativo da Capital foi de grande ajuda para a quitação de salários dos servidores públicos.


Afirmando que 2016 promete ser um ano melhor para a cidade e a população, Bernal lembrou que reassumiu a prefeitura em 27 de agosto do ano passado com buracos por todos os lugares e que encontrou “um grande buraco nos cofres públicos e na administração da Capital, uma máquina inchada, servidores desanimados, merenda escolar estragada em câmaras frias e ausente nas escolas, professores em greve e quase uma centena de obras paralisadas e as vias públicas sem manutenção”, afirmou.


“Enfrentamos um verdadeiro caos, não se pode negar a realidade. Para asfaltar todos esses buracos, fomos equilibrar as contas da casa, encontramos na sociedade o eco necessário para enfrentar tudo isso. Cada secretário está compromissado com o bem comum, com a saúde pública. Tenho apenas cinco meses à frente da gestão e nesse período nossa equipe tem demonstrado que é composta por gente eficiente”, afirmou.


Ele também garantiu que, no dia 5 (sexta-feira) o salário de janeiro dos servidores será pago integralmente. “São 22 mil servidores, que tem no salário a sua dignidade, sem salário uma pessoa é alguém vulnerabilizada. A devolução dos R$ 10 milhões do duodécimo ajudou muito”, disse.


Ele também convidou os 29 vereadores para a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) das Moreninhas, no próximo dia 11 e encerrou seu afirmando que os dois poderes devem trabalhar unidos, que é o que “a população espera de todos nós, não tenho dúvidas de que podemos fazer isso e que 2016 seja um ano de justiça, paz, de trabalho e desenvolvimento”, concluiu.


O professor João Rocha, presidente da Câmara Municipal, afirmou que a Casa de Leis continuará em 2016 a cumprir seu papel fundamental de fiscalizador do Executivo. “Vamos continuar agindo como legisladores, elaborando leis, cumprindo-as e fazendo-se cumpri-las. Esse é o papel dos vereadores: fiscalizar, sob pena de omissão. Vamos cumprir com nosso papel de fiscalização e honrar cada voto que recebemos na eleição passada”, disse.


Ele também apresentou um balanço das atividades parlamentares no ano passado, com 136 sessões, sendo 94 ordinárias, quatro itinerantes, 16 comunitárias e três extraordinárias. “Realizamos 41 audiências públicas; apresentamos 152 requerimentos e 15.210 indicações; 30 cidadãos usaram a tribuna e quase 20 mil ofícios foram expedidos; 79 projetos de Lei foram aprovados, sendo 45 em tramitação; 39 projetos de Lei Complementar, 138 decretos, 18 resoluções e quatro emendas à Lei Orgânica do Município e 73 projetos foram propostos pelo Executivo, com 65 vetos”, conclui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Adoção de animais domésticos é opção em meio ao isolamento social
Adoção de Pets

Adoção de animais domésticos é opção em meio ao isolamento social

28/05/2020 15:31
Adoção de animais domésticos é opção em meio ao isolamento social
Últimas Notícias