Dourados – MS domingo, 01 de agosto de 2021
Dourados
23º max
12º min
Variedades

Mitsubishi anuncia plano de abrir fábrica de motores no Brasil

28 Abr 2011 - 17h10
ASX, lançado no fim de 2010, deve passar a ser
feito no Brasil - Crédito: Foto: Reprodução/ Auto Esporte TVASX, lançado no fim de 2010, deve passar a ser feito no Brasil - Crédito: Foto: Reprodução/ Auto Esporte TV
A Mitsubishi anunciou nesta quarta-feira (27) que vai investir cerca de R$ 1 bilhão nos próximos cinco anos para construção de uma fábrica de motores no Brasil e ampliação da capacidade de produção da fábrica de Catalão (GO), a fim de nacionalizar produtos importados e lançar novos veículos no país.

O aumento da capacidade de produção previsto é de 180 para 300 carros ao dia, atingindo 100 mil ao ano, mais que o dobro da capacidade atual. A Mitsubishi produz no Brasil os modelos L200 Outdoor, L200 Triton, Pajero TR4 e Pajeto Dakar, e agora pretende entrar também no segmento de sedãs no país.

Dentro do chamado Programa Anhanguera II, a Mitsubishi Motors começou a fabricar neste mês em Catalão o Pajero Dakar e, no primeiro semestre de 2012, produzirá o ASX, lançado no Brasil no fim do ano passado e que até então é importado do Japão, a exemplo de Pajero Full, Outlander e Lancer Evolution X.

Em 2010, as vendas da Mitsubishi do Brasil cresceram 25%, com cerca de 46 mil veículos e participação de 1,3% no mercado. Com os investimentos anunciados, a marca pretende aumentar sua participação no mercado nacional para cerca de 2%, em quatro anos. Para 2011, a previsão de crescimento é de 10% a 15%.

Os novos projetos devem criar mais de mil empregos - atualmente, a fábrica tem 3.300 funcionários- e poderão atrair de oito a 15 fornecedores para a região, segundo estimativas do presidente da empresa, Robert Rittscher.

Histórico

A fábrica em Goiás foi inaugurada em 1998, com investimento de R$ 48 milhões e uma área construída de 14 mil m2. O primeiro veículo ali produzido foi a cabine dupla L200.

Em 2000, a Mitsubishi lançou o projeto Anhanguera, com investimentos de R$ 132 milhões na primeira fase, o que permitiu a verticalização de quatro processos de produção - soldagem, pré-tratamento e pintura de carroceria e peças plásticas - e o lançamento de novos produtos, o TR4 e a L 200 Sport. A área construída aumentou para 44 mil m2 e a capacidade instalada passou para 30 mil unidades/ano, em duas linhas de produção. Também foram ampliados a área de solda de carrocerias e o armazém de materiais.

Na segunda fase do projeto, de 2004 a 2006, a Mitsubishi investiu R$ 109 milhões na expansão da fábrica, que passou a ter 65 mil m2, e no lançamento da Pajero Sport. O número de empregados passou de 727 para 1.500.

A fase 3 do projeto, de 2007 a 2009, contemplou investimentos de R$ 401 milhões em nova ampliação da fábrica, para quase 100 mil m2, e em lançamentos como o primeiro SUV Flex (Pajero TR4 Flex), o primeiro motor V6 Flex (Pajero Sport Flex) e a primeira cabine dupla Flex (L200 Flex).

Balanço mundial

Nesta terça, o presidente mundial da Mitsubishi divulgou o balanço da empresa no ano fiscal encerrado em março passado, anunciando que o lucro mais do que triplicou em relação ao ano fiscal anterior. As vendas subiram 27% no período. Os ganhos de janeiro a março, no entanto, foram menores do que os obtidos nos últimos três meses de 2010.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
IMPRESSO

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário

05/07/2021 13:00
Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias