Dourados – MS sábado, 23 de fevereiro de 2019
Pauta
Música

Guilherme Arantes no Corpore In Concert

21 Jun 2018 - 07h03
Guilherme Arantes no Corpore In Concert -
Inspirado nos melhores e mais modernos Medical Centers do país e projetado para ser referência na área de Saúde, o Dourados Medical Center, um sucesso absoluto desde seu lançamento, está pronto e será entregue antecipado. Para celebrar esse momento tão importante e especial, a Corpore Construtora e In-corporadora e Corpal Cred promovem no próximo sábado uma noite inesquecível. Um show exclusivo com Guilherme Arantes, cantor e compositor de sucessos como "Meu Mundo" e "Nada Mais", "Deixa Chover", "Planeta Água", "Cheia de Charme", "Coisas do Brasil", "Um Dia Um Adeus", entre outros. Só mesmo um artista com todo esse talento poderia ser escolhido para brindar a entrega do Dourados Medical Center, um empreendimento onde tantos profissionais vão colocar diariamente seus talentos a serviço da Saúde e do bem-estar das pessoas. Um cardápio exclusivo foi criado pelo chef Luís Salvajoli, do Buffet Alecrim, para o evento que será servido em três tempos. Assinando a decoração José Nilton Pires e nos bastidores do concorrido evento Andrea Funada Fuziy. O Corpore In Concert começa às 20h30 e é exclusivo para convidados. Guilherme Arantes concedeu uma entrevista especial para O PROGRESSO, onde discorre sobre a recep-tividade da música brasileira no exterior, realitys musicais, a inclusão de seus hits em inúmeras trilhas sonoras de novelas e o engajamento da classe artística em causas sociais. Recentemente, o senhor esteve em uma temporada de shows nos Estados Unidos. Como avalia a receptividade da música brasileira no exterior? Guilherme Arantes: A música brasileira tem uma tradição no exterior, muito em função da Bossa Nova, que foi um fenômeno de grande repercussão e muito duradouro. A partir dos anos 90, com a explosão de novas correntes de entretenimento no Brasil, a predominância dos gêneros do axé, do pa-gode e do sertanejo, (este em especial) a música bra-sileira se tornou mais volta-da ao entretenimento, e a representatividade no exte-rior seguiu essa tendência, se descolando da tradicional influência da Bossa Nova, a meu ver, mais universal e influente. Qual sua opinião sobre realitys da TV, que tem o propósito de revelar novos talentos? R: Os realities são mais voltados à interpretação, do que à criação. Sendo assim, são mais destacados os intérpretes mais exuberantes, que se sobressaem mais no vídeo. Penso que sou de uma geração para a qual a criação da composição das letras e melodias, eram fatores mais valorizados – mas isso pertence a uma época composição caracteristicamente forte em criação, os anos 60 e 70... As suas músicas sempre integraram trilhas de sonoras de programas e novelas. O autor do livro "Teletema - A História da Música Po-pular Através da Teledramaturgia Brasileira", Gui-lherme Bryan enfatiza que nos anos 1970 e 1980, quando a TV era o móvel mais importante de uma casa, ter o nome na contra-capa dos discos de trilha era quase um "passaporte para o sucesso". Você concorda? R: Sim, as novelas cum-prem um papel muito importante no brasil. A televisão se tornou muito forte em criações, porque agregou autores, atores e diretores da dramaturgia, se tornando uma indústria cultural muito peculiar no mundo. Sei que fiz e farei sempre parte desse universo. Mas não basta estar no repertório das novelas : o grande problema é se destacar. Pude experimentar isso várias vezes, e tenho grande gratidão... em especial ao público, que ao final das contas, é o que importa. A sua música "Planeta Água" é referência nas escolas para discutir a crise hídrica. Como observa o engajamento da classe artística em causas sociais? R: Vejo que ainda há muita gente que tem uma presença nos temas de engajamento. Porém, de uns tempos pra cá, com a polarização política, essa presença tem sido prejudicada pelas polêmicas e pela virulência do debate. Isso é negativo. Passamos por um momento muito ruim nas participações de artistas na sociedade, porque o Brasil se tornou um Fla-Flu de torcidas e o debate se empobreceu.... Que o público de Dourados pode esperar da sua apresentação no próximo sábado? R: Vai ser um show completo com todas as músicas mais importantes da minha carreira e estarei acompanhado de uma super banda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORÓSCOPO SEMANAL | PREVISÕES DE 17 A 23 DE FEVEREIRO
VARIEDADES

HORÓSCOPO SEMANAL | PREVISÕES DE 17 A 23 DE FEVEREIRO

18/02/2019 07:00
HORÓSCOPO SEMANAL | PREVISÕES DE 17 A 23 DE FEVEREIRO
AGGIS Tecnologias Integradas inaugura novo espaço e nova identidade visual
Variedade

AGGIS Tecnologias Integradas inaugura novo espaço e nova identidade visual

12/02/2019 16:12
AGGIS Tecnologias Integradas inaugura novo espaço e nova identidade visual
Tendência de comportamento que influencia o consumo
Variedade

Tendência de comportamento que influencia o consumo

12/02/2019 15:23
Tendência de comportamento que influencia o consumo
Shopping Bosque dos Ipês abre 26 novas lojas em 2018
Informe Publicitário

Shopping Bosque dos Ipês abre 26 novas lojas em 2018

06/02/2019 11:13
Shopping Bosque dos Ipês abre 26 novas lojas em 2018
Pesquisa mostra impactos no bem-estar de usuários ao deixar Facebook
Variedade

Pesquisa mostra impactos no bem-estar de usuários ao deixar Facebook

06/02/2019 09:29
Pesquisa mostra impactos no bem-estar de usuários ao deixar Facebook
Últimas Notícias