Dourados – MS domingo, 28 de fevereiro de 2021
Dourados
36º max
22º min
Influx
Variedades

Folia 1

11 Jan 2016 - 10h15
Folia 1 -
Não é apenas a máscara com as características de seu rosto que lembrará o comportamento nebuloso de Delcídio do Amaral (PT-MS), nos bastidores políticos, no Carnaval deste ano.


Segundo a edição da revista Veja, que começou a circular no sábado (9), além da máscara, Delcídio também será “homenageado” pelos foliões com uma canção.

##### Folia 2


A menção ao seu suposto envolvimento nos nebulosos esquemas da Petrobras será feita nas passarelas pela escola carioca São Clemente, cujo samba enredo é Mais de mil palhaços no salão. Veja conta que, em três dias de lançamento do protótipo do rosto de Delcídio, a fábrica Condal, de São Gonçalo (RJ), fundada em 1958, teve 200 encomendas da máscara do senador.


Delcídio empata com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no número de protótipos encomendados pelos foliões no período.

##### Mão militar


O Exército vai dar um certo alívio à conturbada gestão do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), no que se refere a obras estruturais.


É que, segundo Bernal, os militares aceitaram executar, por um preço bem diferenciado em relação à iniciativa privada, as obras de reestruturação asfáltica das avenidas Bandeirantes e Marechal Deodoro, além das ruas Brilhantes e Guia Lopes, há muito tempo, em estado “para lá de deteriorado”.

##### Unidos


Nas redes sociais, o ex-deputado federal Fábio Trad jura que os irmãos Marquinhos (PMDB) e Nelsinho Trad (PTB) não se digladiam, nos bastidores, com vistas às eleições municipais de 2016, como estaria sendo noticiado na capital.


Em recentes comentários nas redes, Fábio procurou esclarecer que os irmãos vivem “em plena harmonia familiar”, ao contrário, segundo ele, do que querem crer supostos adversários de ambos.

##### Boatos


Os esclarecimentos dados por Fábio Trad, via redes sociais, teriam o objetivo de desfazer supostos boatos difundidos em Campo Grande acerca de uma ferrenha briga entre Marquinhos e Nelsinho, nos bastidores, no tocante à disputa da prefeitura da cidade em 2016, já que ambos se movimentariam para atuar, cada um a seu modo, de forma direta e efetiva no próximo pleito.


Fábio, no entanto, em nenhum momento esclareceu, em seus comentários, se o irmão Nelsinho estaria mesmo propenso a voltar a disputar a prefeitura da Capital.

Deixe seu Comentário