Dourados – MS sexta, 23 de outubro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Influx
Variedades

Fiat desenvolve Linea de 215 cv para competição

10 Mai 2011 - 18h10
Fiat Linea de competição é baseado na versão T-Jet de rua - Crédito: Foto: Cerri Studio/DivulgaçãoFiat Linea de competição é baseado na versão T-Jet de rua - Crédito: Foto: Cerri Studio/Divulgação
A Fiat desenvolveu um Linea de competição para o Troféu Linea, campeonato de automobilismo que teve início no último domingo (8), em Interlagos, São Paulo (SP). O modelo é baseado na versão topo de linha T-Jet do sedã médio fabricado em Betim (MG). O motor é o mesmo 1.4 turbo, porém retrabalhado para entregar mais potência. A versão de rua, que funciona somente com gasolina, entrega 152 cv de potência a 5.500 rpm e torque de 21,1 mkgf entre 2.250 e 4.500 rpm. Já a de competição, que utiliza etanol, é 63 cv mais potente e 10,9 mkgf mais forte.

“Esse motor pode desenvolver ainda mais potência. Na Europa, por exemplo, existe uma versão deste 1.4 turbo que entrega 280 cv”, revela Ricardo Dilcer, assessor técnico da Fiat. “E estamos trabalhando para tirar um pouco mais de potência deste propulsor”, completa.

Além da utilização do combustível vegetal e de alterações na central eletrônica, o bloco recebeu leve ajuste na pressão do turbo, para entregar ainda mais força no pico de torque, que acontece na faixa de 4.000 rpm.

Em termos de medidas, o Linea de pista e o de rua são iguais, com 4,56 m de comprimento, 2,60 m de distância entre os eixos e 1,73 m de largura. O detalhe, porém, está no peso, já que o preparado para participar do Troféu Linea é 165 kg mais leve (1.160 kg).

Essa diferença significativa de peso se deve ao fato de o interior do Linea de competição se resumir ao banco do piloto, a um pequeno painel de instrumentos e reforços estruturais – chamado santantônio - , enquanto o de rua vem itens de conforto próprios do modelo topo de linha da marca no país.

Na pista

O Linea de competição é completamente diferente internamente. A entrada é apertada em virtude das barras que reforçam a estrutura do veículo. O banco tipo competição, que faz o piloto \"vestir\" o carro, é posicionado bem atrás – ao lado da coluna \'C\' – , além de ser mais baixo, o que prejudica a visibilidade. O cinto de seguranças de cinco pontas deixa o piloto completamente preso ao \'bólido\'.

Dentro, o ronco do motor é alto. Para sair é necessário pisar na embreagem e puxar para trás a alavanca do câmbio sequencial de seis marchas, posicionada acima do normal - praticamente na altura do volante. As demais mudanças são efetuadas sem a necessidade de utilizar a embreagem. Para frente reduz e para trás sobem as marchas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Turismo no Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels, da WTTC
Selo internacional

Turismo no Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels, da WTTC

04/10/2020 11:13
Turismo no Mato Grosso do Sul conquista selo Safe Travels, da WTTC
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Recreação

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos

25/09/2020 07:23
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Últimas Notícias