Dourados – MS quinta, 04 de março de 2021
Dourados
33º max
22º min
Influx
Atenta

E agora José?

28 Mar 2016 - 10h10Por Do Progresso
E agora José? -
O deputado estadual José Carlos, o "Barbosinha" (PSB) irá nos próximos dias ter que optar por um entre diversos caminhos a percorrer, sendo eles; o de permanecer como deputado estadual e não ser candidato a prefeito, o de permanecer como deputado estadual dando prosseguimento em seu destacado trabalho como presidente da CCJ e da CPI dos Combustíveis e ao mesmo tempo encarando a candidatura a prefeito de Dourados e o de se licenciar da AL para aceitar o convite do governo do estado de ser secretario municipal de justiça e segurança publica, já que reúne todas os requisitos para este cargo, sendo advogado e especialista na área penal. Esse tá requisitado. Mas, diante de tantas opções não custa nada perguntar. E agora José? tu vais para onde?

##### Lascou o PTB


O PTB DE Dourados depois que passou a ser comandado pelo Nelsinho Trad ex-prefeito da capital e pelo ex-deputado Paulo Estevão está virando fumaça e desaparecendo nas nuvens. Apertem os cintos que o PTB de Dourados vai sumir. O único vereador da legenda Raphael Mattos foi para o PMDB.

##### Chá de banco


Querem saber como ele foi parar no PMDB? Antes de optar pela janela partidária o vereador Raphael gostaria de pelo menos manter uma conversa com o presidente estadual da legenda Nelsinho Trad. Na capital após experimentar o famoso chá de banco, Raphael voltou magoado para Dourados e não pensou duas vezes. Pulou a janela para o PMDB.

##### Até quando?


Nomes de qualidade como o do ex-secretario Gerson Schultz ainda permanecem no PTB de Dourados, mas, não se sabe até quando. A atenta ficou sabendo de uma possível debandada que deve acontecer por esses dias e acabar de varrer geral o PTB de Dourados. Getulio Vargas deve estar se revirando no tumulo diante deste desmoronamento de um partido em Dourados, historicamente tão importante no trabalhismo brasileiro.

##### Outro rebanho


Dois secretários estão de saída da prefeitura de Dourados para disputar as eleições deste ano. São eles: Wanderlei Carneiro Flores do PP, que deve lançar sua candidatura a prefeito da segunda maior cidade do estado. Wanderlei Carneiro que faz parte de outro rebanho e não é parente do "Waltinho", se disse confiante nas suas amizades e contato com a periferia e a história de sua família de fundadores de Dourados. Ele é neto de Joaquim Teixeira Alves.

##### Tudo Garantido


Outra que também está de saída da Secretaria Municipal de Educação é a nissei Marinisia Mizogochi que segundo apurou a Atenta sai dizendo que está tudo Garantido né? para que ela se torne candidata a vice do PMDB na chapa do ivinhemense nato, Renato Câmara.

##### Gestão Pública


Marinisia nunca disputou eleição. Atuou sempre Gestão Pública Municipal e sempre no primeiro escalão desde os tempos de Braz Melo, na prefeitura de Dourados, depois foi para Ponta Porã e reapareceu na Administração Murilo desta vez como secretaria de educação.

##### Primeira vez


Por falar em mulher na política, Campo Grande, capital, que passa por uma de suas inéditas crises políticas e administrativas, aliás, um fracasso, para não dizer casos, pela primeira vez em sua história vai ter a chance de ter uma mulher eleita como prefeita.


##### A vice


Quatro nomes femininos estariam quase certos para a disputa eleitoral deste ano, dentre elas; a vice-governadora Rose Modesto (PSDB), a deputada federal Tereza Cristina (PSB) e a estadual Grazielle Machado (PR), bem como a ex-vereadora Tereza Namme (PDT).

##### Força feminina


Os partidos podem ver na força feminina uma boa opção para atrair o eleitor, que mostrou nos últimos dois pleitos (municipal em 2012 e estadual em 2014) escolher candidatos que proporcionem mudanças de governo. Entre as preferidas para entrar no certame, está a tucana Rose Modesto. Ela disputa a vaga de pré-candidata pela legenda com o secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel.

##### Nos bastidores


Nos bastidores, Rose tem demonstrado muita vontade de querer enfrentar o desafio de ser prefeita, mas publicamente usa o discurso de aguardar um aval do PSDB para enfim poder anunciar que está em campanha conforme reportagem do Correio do Estado.

##### De volta ao erário


Graças aos acordos de delação premiada, a Procuradoria-Geral da República repatriou R$ 78 milhões na operação "lava jato". O montante abrange os delatores que citaram pessoas com prerrogativa de foro. Fora desse escopo, outros R$ 440 milhões foram repatriados pela 13ª Vara Federal de Curitiba (PR). O valor é muito maior do que o obtido pela PGR, pois a maioria das delações não envolve pessoas com prerrogativa de foro.

##### Claro que não é


O ministro aposentado do Supremo Eros Grau criticou a reação da presidente Dilma e de outros governistas em relação ao impeachment. "A afirmação de que a admissão de acusação contra o presidente da República por dois terços da Câmara dos Deputados consubstancia um golpe é expressiva e desabrida agressão à Constituição, própria a quem tem plena consciência de que o presidente da República delinquiu, tendo praticado crime de responsabilidade", diz. O ministro aposentado também destacou que "quem não é criminoso enfrenta com dignidade o devido processo legal, exercendo o direito de provar não ter sido agente de comportamento delituoso".

##### Quem decide


Ao comentar a questão dos grampos da operação "lava jato" envolvendo pessoas com foro especial, o ministro aposentado do Supremo Carlos Ayres Brito afirmou que "não é a primeira instância que decide o que sobe, mas o Supremo quem decide o que fica com ele (dos grampos) e o que desce". "Foi o que Teori Zavascki entendeu. E agora cabe ao Plenário da corte confirmar se é isso mesmo", complementa. O ministro aposentado também diz que "nada está fora do eixo quando o Judiciário funciona bem e dá a última palavra".

##### Que frase!


"Acorda para a vida que o feriadão já se foi".

Deixe seu Comentário