Dourados – MS segunda, 28 de setembro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Variedades

E agora José?

05 Fev 2016 - 07h00
O deputado estadual José Carlos Barbosinha (PSB) vem sendo sondado pelo PSDB a ingressar no partido, aliás essa sondagem teria partido do próprio governador Reinaldo Azambuja, líder máximo dos tucanos no estado. No PSDB “Barbosinha” seria candidato a prefeito com as bênçãos de Reinaldo Azambuja, Zé Teixeira (DEM) e Cia Ltda. O grupo viria forte neste ano de 2016 depois da abertura da janela em março. Barbosinha é um nome em ascensão na corrida sucessória a prefeitura de Dourados.


##### Primeira missão


O vice-prefeito Odilon Azambuja (PMDB) virou prefeito interino, isso até o dia 14 de fevereiro. No dia 15 reassume o cargo o prefeito Murilo Zauith (PSB) que viajou para o Portugal. Odilon assume o cargo pela terceira vez e coincidentemente nas três vezes em período chuvoso. A primeira missão de Odilon como prefeito será coordenar um mutirão contra a dengue no Jardim Guaicurus e região do Dioclécio Artuzi.

##### Fumo picado


A Receita Federal divulgou nesta semana um decreto que altera a forma de tributação de chocolates, sorvetes, fumos picados, cigarros e rações de cães e gatos. As mudanças devem gerar uma arrecadação extra de R$ 1,03 bilhão em 2016. Nos três primeiros casos, a alteração é no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que era definido em reais por quilo. No caso do chocolate branco, por exemplo, a tributação era de R$ 0,09 por quilo e, no dos demais chocolates, R$ 0,12. Com a mudança, a partir de 1º de maio, o imposto passa a incidir sobre esses produtos da mesma forma dos demais do mercado, por meio de uma alíquota percentual sobre o preço de venda praticado pelo contribuinte.

##### A estimativa


Os chocolates e sorvetes estarão sujeitos a uma alíquota de 5%; e o fumo picado, a uma de 30%, todas aplicadas sobre o preço de venda. A estimativa é de que a mudança de tributação gere um acréscimo na arrecadação de R$ 100,39 milhões para 2016, R$ 189,73 milhões para 2017 e R$ 209,50 milhões para o ano de 2018.

##### Põe fim


Segundo a Receita, “a nova sistemática, além de ser mais transparente e justa, pois depende do preço efetivamente praticado, põe fim à necessidade de se editar Decretos sempre que fosse necessário corrigir o imposto, tendo em vista que com o aumento do preço o IPI passa a ser automaticamente corrigido”.

##### E os cigarros?


Para os cigarros, o governo vai aumentar, de forma escalonada, as alíquotas de IPI que incidem sobre o produto, além de alterar o preço mínimo para a venda no varejo.

##### Duas parcelas


Atualmente, a tributação do cigarro se baseia numa soma de duas parcelas: uma fixa (de R$ 1,30 para cada 20 cigarros) e outra variável (que corresponde a 9% sobre o preço de venda a varejo de uma caixa). O aumento será dado em duas etapas, em 1º de maio e 1º de dezembro, em parcelas iguais, de forma que, no fim do ano, os cigarros estarão com uma alíquota fixa de R$ 1,50 por caixa e variável de 10% por 20 unidades.

##### Valor mínimo


Além disso, o valor mínimo do cigarro subirá de R$ 4,50 para R$ 5. Conforme o Fisco, “a medida visa a coibir a evasão tributária que ocorre no setor pela prática predatória de preços que estimulam a concorrência desleal”. Nesse caso, espera-se um acréscimo na arrecadação da ordem de R$ 465,05 milhões para 2016, R$ 741,96 milhões para 2017 e R$ 662,50 milhões 2018.

##### Cães e gatos


A crise pegou até pra cachorro. Em relação às rações, a mudança, que também passa a vigorar a partir de 1º de maio, destaca na legislação que, quando a ração for destinada à alimentação de cães e gatos, a alíquota do IPI aplicável é de 10% independentemente de ser venda a retalho ou não.

##### Ano eleitoral


Estamos em ano eleitoral e infelizmente ainda persiste o discurso de alguns candidatos que prometem o mundo e o fundo, as vezes sem ter a mínima noção de que não poderão cumprir. Tem futuro candidato que nem sabe diferenciar as funções do executivo e legislativo e falam pelos cotovelos nos palanques.

##### Promessas registradas


Neste contexto a Câmara dos Deputados analisa o PLP 118/15, que estabelece transparência no registro das promessas de campanha eleitoral. A proposta está aguardando análise da CCJ e, se aprovada, segue para o plenário.

##### As metas


De acordo com o texto, os candidatos às eleições proporcionais e majoritárias deverão registrar suas propostas, indicando, de forma objetiva, suas metas para o exercício de mandato. No Legislativo, os registros deverão conter os temas que serão defendidos durante a atividade parlamentar.

##### Justiça Eleitoral


A proposta ainda estabelece que é obrigatório o envio à Justiça Eleitoral de relatório de prestação de contas que indique que o agente público trabalhou na direção do que se comprometeu na campanha eleitoral. As informações deverão ser disponibilizadas em um site.

##### Não poderá


Caso não tenha realizado pelo menos 50% do que prometeu, o político não poderá registrar candidatura na eleição subsequente e poderá ser declarado inelegível pela Justiça Eleitoral.

##### Na campanha


Segundo o autor do projeto, deputado Índio da Costa, “o objetivo é que haja um percentual mínimo para que o político, durante o mandato, execute aquilo que se comprometeu na campanha eleitoral. Caso não consiga, ele ficará quatro anos proibido de uma nova candidatura.

##### Da sociedade


“Acho que neste momento, onde muitas coisas que foram prometidas não foram cumpridas, é uma lei moralizadora e, sem dúvida nenhuma, vai ao encontro do desejo da sociedade”.

##### Em vitima


Por falar em fumo com a Operação Lava-Jato cada vez mais próxima do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT investirá em um discurso de vitimização de sua maior liderança, alegando que ele é alvo de um “massacre”.

##### Que frase!


“Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar”. (Clarice Lispector)

Deixe seu Comentário

Leia Também

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Recreação

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos

25/09/2020 07:23
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Últimas Notícias